Débora: uma líder na fé

 

Hoje vamos abeirar-nos de uma personagem feminina que assumiu papeis de liderança.

É de estranhar que esta mulher tenha tido tanta importância, pois naquele tempo as lideranças eram exclusivamente dos homens.

 

Introdução

Débora foi uma mulher destemida, corajosa, única Juíza nomeada entre tantos Juizes, a mulher- mãe que assumiu papeis de responsabilidade para salvar o seu povo das mãos dos “opressores”.

A nossa protagonista Débora está ligada a outra mulher, Jael.

Estas duas protagonistas  conseguiram a libertação para o povo de Israel  que saiu  vitorioso de uma guerra contra os cananeus.

Na primeira parte desta brochura falaremos dos acontecimentos históricos e na segunda parte focaremos as qualidades desta grande lider que foi Debora.

Onde podemos encontrar a história  de Débora e Jael? Nos cap 4 e 5 do livro dos Juízes.

CONTEXTO HISTÓRICO

A nossa protagonista Débora situa-se  na história bíblica no tempo dos Juízes, período histórico de Israel entre Josué e a monarquia ( reis).

É dificil determinar o tempo da sua actuação, mas para termos uma ideia situá-la-emos entre os anos 1150 e 1125 A. C.

O povo de Israel estava organizado em tribos. Com Josué estas tribos entraram em Cannaan, mas esta terra estava ocupada pelos cananeus.( nome genérico dos vários povos que habitavam esta terra).

As melhores terras,vales, planícies, pertenciam aos povos que aí habitavam há mais tempo. As tribos de Israel ,salvo raras excepções tiveram de se contentar em viver nas montanhas.

Isto significava pobreza e fome,dado que as terras próprias para a agricultura eram escassas e a falta de água era permanente. Só com muito esforço conseguiam sobreviver.

E quanto a enfrentar inimigos?As tribos de Israel a nível militar não estavam organizadas. Não possuíam armamento militar. Cada um quando era convocado para a guerra, servia-se do escasso material que tinha como catanas,paus, espadas  se as tinha e pouco mais.

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...