Festa da Gratidão – Encerramento do ano

Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento pode dar-se o nome de "Festa da Gratidão". Para esta ocasião, sugerimos esta breve celebração da Palavra.

Material necessário

  • Dísticos com verbos (crescer-viver-animar-perdoar-partilhar-escutar- comunicar-esperar-ensinar-aprender-dialogar-alegrar-servir-acreditar-amar-rezar- ou outros que queiras acrescentar)
  • Papel e esferográficas
  • Tiras de papel em branco

CÂNTICO DE ENTRADA

SAUDAÇÃO

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

R/ Amen.

O Senhor esteja convosco.

R/ Ele está no meio de nós.

AMBIENTAÇÃO

Vamos pensar no ano que vivemos. Vamos focar-nos no que de positivo aconteceu. Vamos recordar aquilo que nos ajudou a crescer mais, a amar mais, a ser mais felizes. Estão afixados uma série de verbos positivos [Dísticos] . Cada um, vai escolher um verbo e, a partir dele redigir uma oração, escrevendo-a nas tiras de papel em branco. 

Exemplo:

Verbo dialogar » “Obrigado, Senhor, porque dialoguei mais com os meus pais e amigos“.

Enquanto redigem a oração, podem colocar-se um fundo musical suave.

ORAÇÃO

Senhor, nosso Deus, digno de todo o louvor,

ponde nos nossos lábios as melhores palavras

para vos dizermos como é grande a nossa gratidão para convosco e para com todas as pessoas.

Elas são sinal do vosso grande amor para connosco. Por Jesus Cristo, nosso Senhor.

R/ Amen.

TEMPO DA PALAVRA
PRIMEIRA LEITURA

Paulo dá graças a Deus pelas maravilhas que reali­zou nos cristãos de Corinto, fazendo deles testemunhas de Cristo.

Leitura da Primeira Epístola de S. Paulo aos Corín­tios (1 Cor 1, 3-6)

SALMO 144

EVANGELHO segundo São Lucas (17, 11-19)

Este texto é apresentado em forma de uma drama­tização sóbria e discreta: Narrador, Dez leprosos (todos vestidos com túnicas escuras); Jesus.

PARTILHA

Nós, aqui e agora, colocamo-nos no lugar deste sama­ritano que encontra tempo para louvar a Deus pela sua cura.

Temos todos certamente muitas razões para elevar até Deus o nosso louvor, o nosso agradecimento, a nossa gratidão.

Juntamo-nos às muitas gerações do povo de Israel que, com os salmos, como aquele que cantámos, e muitos outros, louvavam a Deus Criador e Libertador.

Juntamo-nos a Maria de Nazaré que entoa um cân­tico de louvor, o “Magnificat” porque Deus realiza nela maravilhas e por ela vem ao mundo o Salvador.

Juntamo-nos a Jesus de Nazaré que interrompia a sua grande actividade para se voltar para o Pai e o lou­var pelas maravilhas que realizava através dele.

Juntamo-nos a S. Paulo que louva a Deus pelas maravilhas que realizou na comunidade de Corinto e convidava os cristãos a viverem em acção de graças.

Juntamo-nos aos milhares de gerações de cristãos que nos precederam e viveram em contínua acção de gra­ças, sobretudo os santos da Igreja.

Juntamo-nos, por exemplo, a S. Francisco de Assis que contemplava a vida, o mundo e os acontecimentos numa atitude de alegria e de louvor ao Senhor.

Deus não precisa do nosso louvor. Mas nós precisa­mos de o louvar, para expressarmos o nosso amor para com quem nos mantém em vida e nos ama muito.

TEMPO DE ORAÇÃO
PARTILHA DOS LOUVORES

Vamos louvar o Senhor, utilizando o que escrevemos a partir de verbos, no início da celebração.

Os que o desejarem partilham o seu louvor, escrito no início da celebração. Para manter um ritmo alegre de louvor, as intervenções podem interromper-se de vez em quando com o  refrão de um cântico.

Para concluir os nossos louvores, digamos com con­fiança:

Pai nosso …

ORAÇÃO A MARIA

Maria caminhou connosco ao longo de todo este ano. Saudemo-la:

Ave-Maria …

BÊNÇÃO

Deus Pai, que é rico de misericórdia e de bondade para connosco, nos abençoe.

R/ Amen.

Jesus Cristo, que está vivo e nos dá razões para viver e para a esperança, nos abençoe.

R/ Amen.

O Espírito Santo, que renova os nossos corações e renova a Igreja e o mundo, nos abençoe.

R/ Amen.

Abençoe-nos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espí­rito Santo.

R/ Amen.

CÂNTICO FINAL

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...