fbpx

À medida que vais fazendo catequese aparecem as dificuldades. Aquele entusiasmo inicial, às vezes, fica esquecido. Sentes-te inseguro, pouco preparado para esta missão. Esta falta de confiança em ti mesmo pode-te fazer sofrer. Há algumas coisas simples que te podem ajudar a melhorar a tua autoconfiança.

Veste-te a rigor. O hábito não faz o monge, bem sabemos. Mas deixa que a tua imagem exterior mostre que és um catequista preparado e motivado. Naqueles momentos em que te sentes tímido, incapaz de dar conta do recado, em que as palavras não saem… deixa que o teu traje fale por si. Não é uma questão de aparência. É uma mensagem em que mostras aos catequizandos e aos pais como consideras importante a tua tarefa.

Prepara-te bem. Uma das coisas que te faz sentir bem é saberes que leste o guia com atenção, tiraste as tuas dúvidas, tens os materiais preparados. Quando deste o teu melhor na preparação da catequese, entras na sala com uma outra energia.

Ouve mais do que falas. Nas reuniões com os outros catequistas (mais experientes) não tens de estar sempre calado. Mas tu escutas com atenção e procuras aprender com a experiência deles.

Começa simples. Não comeces por inventar actividades complicadas se ainda não conheces bem o grupo. Ou se ainda não conheces bem as tuas próprias capacidades e limites. É melhor começar por fazer bem um breve momento de oração do que apostar logo tudo num retiro de 3 dias.

Presta atenção aos teus êxitos. É muito fácil desanimar com os fracassos. Tenta focar-te nas coisas boas que já conseguiste. Faz todas as semanas uma lista das coisas bem-feitas ao logo da semana. Não tenhas vergonha de dares a ti mesmo uma recompensa quando consegues uma vitória.

Procura o apoio dos teus colegas. Quer os catequistas mais novos ou os mais velhos te podem dar a sua ajuda. Ajuda em questões mais técnicas (esta canção serve ou não; como lidar com a disciplina) mas também em questões mais profundas. E vais descobrir que também eles têm muitas das dificuldades que tu tens. E isso faz com que não te sintas sozinho. E todos juntos sentem-se mais Igreja.

Estabelece as tuas metas. Ao estabeleceres metas e objectivos como catequista, não estás só a melhorar as tuas competências mas estás a melhorar a tua autoconfiança: vais sentir que tens maior controle sobre ti mesmo, sobre o que estás a fazer, sobre o ritmo com que estás a crescer.

Organiza-te! Quando tens tudo bem organizado evitas muitas perdas de tempo e confusões. Tu sentes que tens tudo (ou quase) sob controle. E és visto como alguém bem preparado. Como alguém que ama verdadeiramente.

Está tudo sob controle. Os teus catequizandos não precisam de saber que estás a ter um dia mau. Sorri sempre. Eles precisam de um catequista que os guie. Sorrir mesmo quando tens uma tempestade na alma não é fingir: é um acto de fé. É dizer que a presença de Deus na tua vida é mais forte do que as dificuldades que estás a atravessar.

Ver oportunidades mais do que problemas. Tens de desenvolver uma postura optimista diante das dificuldades. Em vez de te obcecares com os teus erros ou com os fracassos dos outros, vê esses momentos como oportunidades para aprender e crescer. E dá-te conta que mesmo nos maus momentos Deus não te abandona.

Siga-nos

Visite as livrarias

Quem Somos

Somos uma editora católica, fiel ao carisma de S.João Bosco. Especializados em catequese e pastoral juvenil, estamos em Portugal há quase 70 anos. "Educação e Evangelização" é o nosso lema. Temos lojas próprias nas cidades do Porto, Lisboa e Évora e estamos presentes nas principais livrarias católicas portuguesas.

Contactos

Rua Duque de Palmela, 11
4000-373 PORTO

(+351) 225 365 750

edisal@edicoes.salesianos.pt