Lectio divina: Solenidade de Maria, mãe de Deus. 1 Janeiro

Para começar bem o ano.

Na zona de downloads podes encontrar o ficheiro em Word.

 

TEXTO do EVANGELHO (Lc 2,16-21)

Naquele tempo, os pastores dirigiram-se apressadamente para Belém e encontraram Maria, José e o menino deitado na manjedoura. Depois de terem visto, começaram a divulgar o que lhes tinham dito a respeito daquele menino. Todos os que ouviram se admiravam do que lhes diziam os pastores.
Quanto a Maria, conservava todas estas coisas, ponderando-as no seu coração.
E os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham visto e ouvido, conforme lhes fora anunciado.
Quando se completaram os oito dias, para a circuncisão do menino, deram-lhe o nome de Jesus indicado pelo anjo antes de ter sido concebido no seio materno.

 2ª feira

Palavra

«Naquele tempo, os pastores dirigiram-se apressadamente para Belém e encontraram Maria, José e o menino deitado na manjedoura.»

O Evangelho desta semana vem na continuação do Evangelho do Natal. Depois da “boa notícia” do Anjo, os pastores correm para ver o menino. É interessante sublinhar o facto dos primeiros destinatários da “boa notícia” serem pastores, classe marginalizada pelas autoridades judaicas por ser considerada impura e pecadora e, por isso, afastada da salvação de Deus.

 Meditação

Jesus nasce na pobreza e os primeiros a recebe-lo são os pobres. Não é que Deus privilegie mais os pobres que a outros… simplesmente, dada a sua carência de riquezas e de interesses, o seu coração está mais sensível para acolher a voz que anuncia a salvação. Os auto-suficientes e os orgulhosos não a podem escutar porque a sua riqueza está neles próprios e porque apenas escutam a sua voz. Como pode Deus ser “boa notícia” para eles? Porque é que aquele menino, que será sempre menos do que eles, pode ser a sua salvação?
A humildade e  a disponibilidade de coração para acolher a proposta de Deus em Jesus é essencial para que Ele habite em nós.

Oração

Senhor, que o Teu Espírito revela a nossa pobreza e nos torne humildes para que, sentindo a necessidade da Tua salvação, possamos ir ao encontro do Teu Filho Jesus, a água viva que sacia a nossa sede de vida.

Acção

No Domingo passado celebrámos, para além de Maria mãe de Deus, o Dia Mundial da Paz. Desafio-te, ao longo do dia a seres construtor de paz. Algumas dicas: faz as pazes com quem estás chateado; perdoa algo que te fizeram e que mantém as relações cortadas; ajuda alguém a reconciliar-se… Tu mesmo te podes reconciliar hoje com Deus e com a Comunidade Cristã.

3ª feira

Palavra

«Depois de terem visto, começaram a divulgar o que lhes tinham dito a respeito daquele menino.»

É interessante notar como os pastores reagem ao encontro com Jesus… Começam por glorificar e louvar a Deus por tudo o que viram e ouviram: é a alegria pela libertação que se converte em acção de graças ao Deus libertador. Em seguida, esse louvor torna-se testemunho: quem faz a experiência do encontro com Deus libertador sente a necessidade de dar testemunho, a fim de que também os irmãos possam participar da mesma experiência de libertação.

 Meditação

Ouvimos falar muitas vezes de Jesus como a Palavra de Deus. Algumas pessoas até de forma bastante entusiasta: Jesus é o nosso salvador! Porém, parece que em nós continua a existir um vazio; parece não haver lógica… Não estará antes a salvação na ciência, na razão, na política ou na economia?
A salvação de Deus é de natureza diferente… Ela dirige-se a nós mesmos, ao nosso interior, iluminando o sentido da vida e da existência… Aquele que permite que Deus habite nele, encontra em Jesus o sentido dessa vida e dessa existência. Por isso, o projecto de Deus é a vida em plenitude. E quem experimenta esta Palavra salvadora deixa que a sua vida se transforme, sendo para os irmãos anuncio e testemunho dessa “boa notícia”.

Oração

Senhor, nem sempre sou capaz de compreender o Teu projecto salvador. Ajuda-me com a força do Teu Espírito, a saber acolher sem resistência a Tua Palavra, para que Ela me transforme e me inunde com a Tua vida divina.

Acção

Mais do que uma acção, gostava de te propor uma “dinâmica”. Procura em tua casa um vaso cuja planta esteja murcha ou a morrer. Cuida dela com carinho, regando-a na medida e no tempo certos. Ao longo da experiência, imagina que és tu essa planta e que a água e a terra são a Palavra de Deus. Da mesma maneira que a planta precisa de ti, sente também como tu precisas de Deus…

4ª feira

Palavra

«Todos os que ouviram se admiravam do que lhes diziam os pastores.»
Os pastores não podem silenciar o que viram e puderam conhecer. Nas suas vidas brilhou uma nova luz. A esperada salvação de Deus finalmente se concretizou. Deus veio habitar entre o seu povo; a lei e os profetas foram substituídos pela Palavra encarnada. A notícia causa admiração! O amor de Deus pelo seu povo revela-se sem limites. O Deus de Israel é agora um Deus connosco.

 Meditação

Nós cristãos somos portadores de uma “boa notícia”: o nosso Deus é um Deus connosco! Aquele que nos criou fez-se criatura para nos elevar à condição de Filhos. Jesus Cristo é a revelação do Pai. Acolher a Palavra de Jesus e actuá-la na nossa vida, eleva-nos à condição de filhos de Deus. E porque possuímos a Vida em abundância, então também a podemos comunicar. Pelo nosso testemunho, muitos outros se admiraram do nosso Deus e do Seu amor pela Humanidade. Mais ainda: por nosso intermédio, muitos outros poderão também chegar a experimentar a graça e o amor de Deus nas suas vidas.

Oração

Senhor, o Teu amor é admirável. Vieste até nós para nos elevar a Ti. Concede-nos, pela força do Teu Espírito, ser fies anunciadores do Teu evangelho, para que outros experimentem em si próprios o que nós já podemos anunciar: ser filhos amados do Pai.

Acção

Não se é cristão por meio de um cartão de sócio… Ser cristão é deixar-se inundar pela Palavra de Deus, partilhá-la em comunidade e vivê-la no quotidiano. Os valores cristãos diferem de outros valores porque o seu fundamento está Jesus Cristo. Ele veio para servir e dar a vida pelos irmãos; toda a sua vida foi passada fazendo o bem. Convido-te hoje a fazeres uma pequena lista dos valores que consideras mais importantes neste momento da tua vida. Tenta associá-los a momentos concretos vividos por ti. Em seguida, descreve o modo como viveria Jesus esses mesmos valores no contacto com as pessoas que o rodeavam. Quais seriam os seus gestos, palavras e sentimentos?

5ª feira

Palavra

«Quanto a Maria, conservava todas estas coisas, ponderando-as no seu coração.»

A atitude de Maria é a atitude daquele/a que é capaz de se deixar surpreender pelas acções de Deus em favor dos Homens. “Observar”, “conservar” e “meditar” significa ter a sensibilidade para entender os sinais de Deus e ter a sabedoria da fé para saber lê-los à luz do plano de Deus. Maria vive da fé e da esperança, atenta à presença de Deus libertador na sua história e na história do seu povo.

 Meditação

Muitas vezes vivemos com os olhos postos apenas no “chão”. Enfrentamos a vida contando apenas connosco próprios ou com o que os outros nos possam conceder. Maria convida-nos a ler os acontecimentos da vida no nosso interior, confrontando-os com a Palavra de Deus. Muitos desses acontecimentos não os compreende, mas deixa espaço para que Deus actue e cumpra a sua vontade. É a atitude de fé que coloca em Deus toda a esperança; de que só Deus basta. E ter a confiança de que Ele actuará sempre em favor do seu povo.

Oração

Senhor, nem sempre compreendo o sentido dos acontecimentos na minha vida. São muitas as vozes que me puxam para viver deste ou daquela maneira; muitos acontecimentos e situações da minha vida pessoal assustam-me… E, muitas vezes, acabo por deixar que eles falam mais alto que a tua Palavra. Concede-me o Teu Espírito, Senhor, para que como Maria, apenas espere em Ti, confie em Ti e viva da Tua Palavra.

Acção

Propunha-te um trabalho de atenção ao longo do dia. Procura estar atento aos diversos acontecimentos que forem surgindo… um encontro com alguém, um diálogo com uma pessoa especial, as tuas aulas ou alguma em especial, uma notícia que te impressionou… Ao chegar o fim do dia, selecciona alguns deles. Em seguida interpreta-os à luz da vontade de Deus. Procura dar uma resposta: se esses acontecimentos se voltassem a repetir, como é que Deus desejaria que eu os acolhesse? Como actuaria Jesus Cristo em cada um deles? 

6ª feira

Palavra

«E os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham visto e ouvido, conforme lhes fora anunciado.»

A atitude meditativa de Maria, que interioriza e aprofunda os acontecimentos que vão sucedendo na sua vida, complementa a atitude “missionária” dos pastores, que proclamam a acção salvadora de Deus, manifestada no nascimento de Jesus. Estas duas atitudes definem duas coordenadas essenciais daquilo que deve ser a existência quotidiana do crente: a meditação e o testemunho.

 Meditação

Os pastores partiram à procura de um menino por curiosidade; voltam agora maravilhados pelo amor de Deus revelado ao seu povo, aos “homens por Ele amados”. Os pastores não teriam experimentado este amor divino se não se tivessem aproximado. Para conhecer é preciso dar sempre um primeiro passo. Não se ama alguém se nunca se esteve com ele/a, se nunca se falou com ele/a, se não há pequenos segredos, momentos especiais… Para conhecer Deus é preciso o mesmo gesto: que nos aproximemos d’Ele, que Lhe falemos, que tenhamos momentos de intimidade… O rosto visível deste Deus é Jesus Cristo. Ele é a Palavra e, portanto, a interpelação e a resposta. Só quem conhece a Deus por Jesus Cristo pode experimentar em si a realidade do seu amor e a sua força transformante.

Oração

Senhor, sei que preciso de estar contigo, de te falar de mim mesmo, dos meus pequenos segredos, dos meus pensamentos, dos meus sentimentos… Mas, realmente, até nem tenho tido muito tempo para Ti. Concede-me o Teu Espírito para que aprenda de Jesus a viver a vida quotidiana em sintonia contigo, a entregar-Te cada sacrifício, cada problema, cada gesto, cada palavra.

Acção

Proponho-te uma acção muito simples. Pensa numa pequena frase… Por exemplo: Jesus eu amo-te; Desde a aurora vos procura; Meu Senhor e meu Deus; Faça-se em mim segundo a Tua Palavra… outras…
Uma vez que já escolheste, então essa será a frase do dia. Ou seja, ao longo do dia vai repetindo essa frase e usa-a, sobretudo, quando estiveres a passar por alguma dificuldade, quando te acontece alguma coisa boa, quando estiveres com os teus amigos, quando apanhares o autocarro…

Sábado

Palavra

«Quando se completaram os oito dias, para a circuncisão do menino, deram-lhe o nome de Jesus indicado pelo anjo antes de ter sido concebido no seio materno.»

A realização da proposta libertadora Deus contou com a colaboração de Maria e José. E, como o anjo lhes indicara, deram ao menino o nome de Jesus, que quer dizer “Jahwéh salva”. Atentos à vontade de Deus, Maria e José reconheceram a intervenção salvadora de Deus junto do seu povo. A Palavra fez-se carne. A circuncisão confirma a humanidade de Jesus; ao mesmo tempo insere-o na história do povo de Israel, o povo por meio do qual Deus selou uma aliança. Primeiro com Abraão, depois os patriarcas, e confirmada mais tarde com Moisés. Jesus Cristo é agora a nova e eterna aliança entre Deus e os Homens. A lei e os profetas foram substituídos pela verdadeira Palavra de Deus encarnada.

 Meditação

Como é que Deus nos quer? Qual o caminho para que sintamos que a viva vale a pena ser vivida? Que sentido tem a amizade e o amor? Onde é que está a verdade do ser humano?
A estas perguntas a nossa fé responde: em Jesus Cristo, porque ele é a Palavra de Deus; é o caminho, a verdade e a vida; é a água viva; é a plenitude do ser humano.
Mas para que Jesus seja para nós este caminho, esta água viva… é necessário conhece-lo e amá-lo. Aprender dele o sentido do amor, do serviço e da doação de vida.

Oração

Senhor, sabemos que Jesus é a Tua Palavra; Ele é o caminho, a verdade e a vida. Mas os nossos problemas, canseiras, afazeres… fazem-nos esquecer a fonte donde brota toda a vida. Concede-nos o Teu Espírito para que na realidade da nossa vida possamos contemplar a verdade invisível que é Jesus Ressuscitado.

Acção

Jesus diz-nos que a vida só tem sentido quando a entregamos ao serviço dos irmãos. A sociedade aponta-nos um caminho diferente e parece que a felicidade será uma realidade apenas para aqueles que têm sucesso, poder, beleza… Porém, a vida orientada desta forma apenas causa vazio e solidão.
Proponho-te fazeres hoje uma experiência de serviço ao jeito de Jesus Cristo. Procura ajudar alguém, mesmo que para isso tenhas que fazer um sacrifício. Pensa um pouco nas pessoas que te rodeiam e decide o que fazer.
Quando chegares ao final do dia confirmar como é que te sentiste ao fazer essa experiência de serviço. Verás que não te sentes triste, sozinho ou abatido… verás sim, que em ti haverá alegria. Esta é a alegria dos filhos de Deus!

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...