Para motivares os teus catequizandos

Dez boas práticas para aumentar a motivação dos teus catequizandos.

 

  1. Chama cada catequizando todos os dias. Quando uma criança não se sente responsável, desmotiva. Quando ela percebe que estar presente ou não é igual, desmotiva. Ajuda-as a sentir-se vivas e, cada sessão de catequese. Pergunta-lhes coisas.
  2. Pede-lhes que se auto-avaliem. Quando alguém sabe que vai ter uma oportunidade de avaliar o seu sucesso, vai-se empenhar mais na aprendizagem e nas actividades propostas.
  3. Usa tarefas cooperativas. Os catequizandos geralmente gostam de estar em grupo. Trabalhar em grupo aumenta a responsabilidade. A divisão de trabalho e o mútuo encorajamento faz com que tudo fique mais fácil.
  4. Dá um público ao trabalho dos catequizandos. Quando tu és a única pessoa que aprecia o trabalho feito pelos teus catequizandos, eles tendem a desmotivar. Se eles sabem que o seu trabalho vai poder ser visto por outros (outros grupos, pais, amigos, paróquia…), num lugar mais público, eles vão-se empenhar mais seriamente.
  5. Faz perguntas abertas. Estas perguntas estimulam os catequizandos a usar as suas capacidades mais interessantes. Permite que mesmo quando se sentem inseguros possam participar.
  6. Mantém expectativas elevadas. Se os teus catequizandos percebem que tu não acreditas neles… eles vão concordar contigo e reduzir o seu desempenho ao mínimo. Os teus catequizandos são capazes de ir mais longe. Se mostrares que acreditas nisso, também eles se vão motivar a dar o seu melhor.
  7. Estimula a curiosidade dos teus catequizandos. Não tenhas medo de propor actividades… diferentes. Faz uma pergunta provocadora. Mostra um quadro esquisito. Conta uma história insólita. Não é notícia o facto de um cão ter mordido o dono; mas quando é o homem a morder o cão…
  8. Aceita a participação dos catequizandos sempre que puderes. Envolve os teus catequizandos na planificação das catequeses, sempre que puderes. Quando eles podem escolher, sentem-se mais envolvidos do que quando são destinatários passivos das tuas escolhas.
  9. Não escondas o teu entusiasmo. Deixa que o teu entusiasmo com o Evangelho se note. Deixa que eles vejam como tu os amas e como ficas contente ao vê-los crescer. Eles podem não estar interessados num tema ou numa catequese. Mas se o teu entusiasmo for genuíno, vão-se deixar contagiar.
  10. Ir mais fundo. É melhor dar menos catequeses e deixar algumas de lado, aprofundando bem do que dar todas muito pela rama.

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...