fbpx

Saber de onde se parte, onde queremos chegar e por onde passamos. No campo da catequese, “Programar” é um elemento fundamental do processo de educação para a fé. 

A programação não passa apenas pela calendarização de cada uma das "sessões de catequese", mas sim de todos os momentos da ação catequética. 

Objectivos

A catequese quer que os catequizandos cheguem a atingir um conjunto de metas e objectivos. Estes devem ser claros, verificáveis e adequados aos destinatários.

Para a definição dos objectivos, é importante:

» verificar o ponto de partida dos destinatários;
» estabelecer as grandes metas que se pretendem atingir (objectivos de fase e de ano);
» concretizar os objectivos de bloco e de catequese (objectivos mais específicos);
» identificar experiências, conteúdos e práticas que ajudarão a atingir os objectivos.

Meios e Métodos

Uma catequese activa utiliza meios e métodos variados, de acordo com os conteúdos e o que queremos transmitir. Estes devem ser antecipados na programação das sessões da catequese, de forma a evitar repetições e contribuir para a diversidade de propostas, que podem (e devem!) ser de acordo com os outros catequistas do mesmo ano.

Actividades

Na programação podem incluir-se estas e outras actividades, estabelecendo a data, o lugar onde se realiza, quem é o responsável e os objectivos que se consideram adequados, de acordo com os objectivos de fase e de ano e os objectivos de bloco.

Actividade de convocatória (início da catequese)

Falamos de:
- Celebrações (dominicais, da Paróquia, da Diocese,…).
- Celebrações penitenciais.
- Celebrações integradas no ritmo do ano litúrgico (Advento, Natal, Quaresma, Páscoa, …).
- Celebração da Festa Própria de cada Ano (Pai nosso, Eucaristia e Perdão, Novo Testamento, Palavra, Credo, Profissão de fé,…).
- Retiro.
- Passeio da Catequese.
- Actividade de final de ano (Acampamento, …).

Na programação das actividades devem também marcar-se:

- Encontros propostos na Programação Pastoral da Diocese.
- Peregrinação das Crianças a Fátima (10 de Junho).
- Outros Encontros de Zona (Vigararia, Arciprestado,…).

Todas as outras acções e responsabilidades do grupo, devem ser agendadas e conhecidas para possibilitar a participação de todos.

Reuniões

Normalmente, há diversos tipos de encontros/reuniões com objectivos diferentes que convém programar com data, local de realização e responsável da sua condução:

» reuniões de catequistas (formação-progra-mação-avaliação), a nível local e diocesano.
» reuniões com os pais do centro de catequese ou da paróquia.
» reuniões com os pais do próprio grupo.

Acompanhamento pessoal

Cada um dos catequizandos realiza uma caminhada pessoal que deve ser acompanhada pelo catequista. Por isso, é importante também estabelecer momentos de diálogo pessoal com cada um dos catequizandos no itinerário de crescimento de fé, avaliando o caminho feito e perspectivando respostas para os desafios que a vida cristã apresenta a cada um deles.

Siga-nos

Visite as livrarias

SalesianosEditora LogotipoHRZ

Quem Somos

Somos uma editora católica, fiel ao carisma de S.João Bosco. Especializados em educação, catequese e pastoral juvenil, estamos em Portugal há quase 70 anos. "A força da Palavra" é o nosso lema. Temos lojas próprias nas cidades do Porto, Lisboa e Évora e estamos presentes nas principais livrarias católicas portuguesas.

Contactos

Rua Duque de Palmela, 11
4000-373 PORTO

(+351) 225 365 750

geral@editora.salesianos.pt