Programar a catequese

Saber de onde se parte, onde queremos chegar e por onde passamos. No campo da catequese, “Programar” é um elemento fundamental do processo de educação para a fé. 

A programação não passa apenas pela calendarização de cada uma das “sessões de catequese”, mas sim de todos os momentos da ação catequética. 

Objectivos

A catequese quer que os catequizandos cheguem a atingir um conjunto de metas e objectivos. Estes devem ser claros, verificáveis e adequados aos destinatários.

Para a definição dos objectivos, é importante:

» verificar o ponto de partida dos destinatários;
» estabelecer as grandes metas que se pretendem atingir (objectivos de fase e de ano);
» concretizar os objectivos de bloco e de catequese (objectivos mais específicos);
» identificar experiências, conteúdos e práticas que ajudarão a atingir os objectivos.

Meios e Métodos

Uma catequese activa utiliza meios e métodos variados, de acordo com os conteúdos e o que queremos transmitir. Estes devem ser antecipados na programação das sessões da catequese, de forma a evitar repetições e contribuir para a diversidade de propostas, que podem (e devem!) ser de acordo com os outros catequistas do mesmo ano.

Actividades

Na programação podem incluir-se estas e outras actividades, estabelecendo a data, o lugar onde se realiza, quem é o responsável e os objectivos que se consideram adequados, de acordo com os objectivos de fase e de ano e os objectivos de bloco.

Actividade de convocatória (início da catequese)

Falamos de:
Celebrações (dominicais, da Paróquia, da Diocese,…).
Celebrações penitenciais.
– Celebrações integradas no ritmo do ano litúrgico (Advento, Natal, Quaresma, Páscoa, …).
– Celebração da Festa Própria de cada Ano (Pai nosso, Eucaristia e Perdão, Novo Testamento, Palavra, Credo, Profissão de fé,…).
Retiro.
– Passeio da Catequese.
– Actividade de final de ano (Acampamento, …).

Na programação das actividades devem também marcar-se:

– Encontros propostos na Programação Pastoral da Diocese.
– Peregrinação das Crianças a Fátima (10 de Junho).
– Outros Encontros de Zona (Vigararia, Arciprestado,…).

Todas as outras acções e responsabilidades do grupo, devem ser agendadas e conhecidas para possibilitar a participação de todos.

Reuniões

Normalmente, há diversos tipos de encontros/reuniões com objectivos diferentes que convém programar com data, local de realização e responsável da sua condução:

» reuniões de catequistas (formação-progra-mação-avaliação), a nível local e diocesano.
» reuniões com os pais do centro de catequese ou da paróquia.
» reuniões com os pais do próprio grupo.

Acompanhamento pessoal

Cada um dos catequizandos realiza uma caminhada pessoal que deve ser acompanhada pelo catequista. Por isso, é importante também estabelecer momentos de diálogo pessoal com cada um dos catequizandos no itinerário de crescimento de fé, avaliando o caminho feito e perspectivando respostas para os desafios que a vida cristã apresenta a cada um deles.

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 500
Oração 173
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...
Meditação vocacional a partir do sim de Maria
O sim de Maria - meditação vocacional
O texto da Anunciação do Senhor (Lc 1, 26-38) conta-nos o momento em que o Anjo anunciou a Maria que...
5 razões para celebrar o Tempo Pascal
Alegra-te! Cinco razões para celebrar o Tempo Pascal
O Tempo Pascal inicia no Domingo de Páscoa e culmina no Pentecostes. Estes 50 dias têm um profundo significado...
Celebrar a Páscoa - Ebook gratuito
A época pascal não é “apenas mais uma festa”, mas antes o centro do ano litúrgico onde celebramos a presença...
O que é o Tríduo Pascal?
O tríduo pascal é o ponto mais alto do ano litúrgico. Começa na tarde de quinta-feira santa com a celebração...