Lectio divina para adolescentes e jovens IV ADV ano B

Orar a Palavra! Esta é uma proposta de Lectio Divina diária para adolescentes e jovens a partir do texto do Evangelho do IV Domingo do Advento. orarapalavra@gmail.com

Ano B – 4º Domingo de Advento

Neste quarto domingo de Advento eis que nos surge uma das personagens mais importantes que “prepara intensamente” a vinda do Senhor Jesus: Maria, sua mãe.
No Evangelho de hoje vemos como na “anunciação a Maria” há dois elementos fundamentais: o anúncio do nascimento de Jesus e a vocação de Maria para ser “a serva do Senhor”.
– lê com atenção o texto do domingo.
Sublinha as frases de que mais gostaste, as palavras mais repetidas, os verbos mais usados. Procura meditar esta palavra tendo como horizonte a tua vida.
Reza este texto ao longo da semana. Para isso, propomos o seguinte itinerário.
– senta-te num lugar tranquilo. Se te parecer oportuno põe uma música de fundo e cria ambiente para rezar.
Acende uma vela, diminui a luz ambiente… dispõe-te a encontrar-te com o Senhor que nos fala com a Sua Palavra…

TEXTO do EVANGELHO

Naquele tempo,o Anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré, a uma Virgem desposada com um homem chamado José.
O nome da Virgem era Maria. Tendo entrado onde ela estava, disse o Anjo: “Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo; bendita és tu entre as mulheres”.
Ela ficou perturbada com estas palavras e pensava que saudação seria aquela.
Disse-lhe o Anjo: “Não temas, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Conceberás e darás à luz um Filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-Se-á Filho do Altíssimo. O Senhor Deus Lhe dará o trono de seu pai David; e o seu reinado não terá fim”.
Maria disse ao Anjo: “Como será isto, se eu não conheço homem?”
O Anjo respondeu-lhe: “O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus. E a tua parenta Isabel concebeu também um filho na sua velhice porque a Deus nada é impossível”.
Maria disse então: “Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra”. (Lc 1,26-38)

2ª feira

Palavra
Naquele tempo,o Anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré, a uma Virgem desposada com um homem chamado José. O nome da Virgem era Maria.
Um espaço, um tempo, um mensageiro, uma mensagem, um sujeito e um receptor.
Um tempo: ao “sexto mês”, um espaço: Nazaré da Galileia. E um conjunto de personagens. Todos têm um nome: Deus que envia Gabriel a uma Virgem, Maria, desposada com José.
De Nazaré pode vir coisa boa? É demasiado pobre e insignificante… Deus não se intromete nunca ao acaso: entra em parâmetros já existentes, com pessoas que têm um nome, vivem uma história, vivem uma vida. Um espaço e um tempo.
Deus continua a enviar mensageiros e mensagens ao nosso tempo e ao nosso espaço: que faço para os encontrar (mensageiros e mensagens)?
Que encontra Deus quando vem ao meu encontro?
Um nome, um tempo, uma história, uma vida…

Meditação
E se Deus viesse hoje visitar-me?
Que belo seria! Que privilégio o meu! Mas da minha casa, da minha cidade, da minha vida… pode vir coisa boa?
Falta-me quase tudo… mas, quando a iniciativa é de Deus (o anjo foi enviado por Deus!) “ficamos desarmados”.
Como para Maria, também em nós há um “hoje” único, um lugar ao convite de Deus a entrar num projecto pensado para nós.
Qual é a sua vontade? Como me encontra? Onde estou? Que tempo é este que eu vivo?…
O meu tempo, e o meu espaço, afinal não é só “meu”. Há “outros” personagens, outras vidas ao lado das quais esta “Palavra” e mensagem traz “novidade”… para que se cumpra a “Palavra de Deus” no “nós” da nossa existência… na nossa cidade, na nossa família, no nosso grupo de amigos…

Oração
Vivo hoje, Senhor, a aventura da minha “cidade”. Da minha cidade, da minha vida, não pode sair coisa boa.
Só Tu, Senhor, podes dar a este meu viver com todos os meus, um sentido.
Só Tu, Senhor, nos podes mudar, oferecendo-nos a tua Graça. Só Tu, Senhor, podes vir ao nosso encontro e transformar-nos em mensageiros.
Tudo nasce de Ti. A tua iniciativa muda, a cada instante, o nosso viver.
Viver somente para Ti! Ser teus no hoje, no aqui, no viver da tua vontade em nós.
Dá-nos, Senhor, muitos mensageiros que nos venham falar de Ti e dos teus projectos.
Tudo é dom, tudo é Graça. A tua mensagem nas nossas vidas… na nossa cidade, no nosso tempo…

Acção
Hoje é preciso parar. Parar para observar o meu “mundo”, a “minha cidade”, o “espaço” de Deus e de salvação que me rodeia.
Da janela do meu quarto ou do lugar onde trabalho, observar o mundo, as suas luzes, e descobrir onde param os mensageiros de Deus, e a que porta batem.
Não estarão, porventura a tocar à minha porta e eu aqui distraído com coisas que não interessam?

3ª feira
Palavra
“Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo; bendita és tu entre as mulheres”. Ela ficou perturbada com estas palavras e pensava que saudação seria aquela.
Uma saudação e um elogio. Feliz de ti, Maria, porque fostes escolhida por Deus. Maria é “cheia de graça” porque predilecta e cheia do amor de Deus.
E porque de Deus, és “cheia de graça”, porque o Senhor está contigo, a graça está em ti. É a tua vocação: és chamada a ser de Deus; eleita pelo Senhor para uma missão.
Deus encontra-se com Maria e esta é uma eleição de predilecção.
Uma predilecção que deixa a qualquer um perturbado. “Isto não está a correr bem… de que é que este me está a falar… não percebo nada…”.

Meditação
Como é que é possível?
Eu, uma jovem de Nazaré, uma pobre mulher do povo, … como pode ser isto?
É lícita a dúvida e o pensar de Maria sobre aquela saudação. O seu temor é próprio de quem é simples e se surpreende de ser objecto de ternura da parte de alguém importante.
E se este “alguém importante” é Deus? Mais razão ainda… Também nós somos inundados da ternura de Deus. E que fazemos? Pensamos, talvez, que “Deus deve estar louco”… que não é connosco… ou talvez não…
Como respondes ao amor e predilecção de Deus por ti? Com medo? Com temor? Porquê?

Oração
Senhor, a tua Palavra inunda tantas vezes a minha vida…
Sinto que o teu amor invade o meu existir. Mas também sinto a minha fraqueza e debilidade.
Sei de que barro sou feito. Por isso me assustam, tantas vezes, a tua vontade e a tuas Palavras.
Sei que estás comigo e me acompanhas. E como a Maria, me ofereces o caminho da Tua vontade para transformar o meu existir à tua imagem.
Como é possível? Só pela Tua graça. Só pelo teu Amor.
E como é tão grande tudo isto! Tudo o resto não interessa… só tu, Senhor, bastas!

Acção
Discernir. A atitude do discernimento conduz-nos à descoberta do que é realmente fruto do amor de Deus na nossa vida e no nosso mundo.
Faz um pouco de silêncio em ti e procura discernir na tua vida a presença terna e de amor de Deus que tem uma mensagem e um projecto para ti, hoje! Torna-o real…

4ª feira

Palavra
“Não temas, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Conceberás e darás à luz um Filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-Se-á Filho do Altíssimo. O Senhor Deus Lhe dará o trono de seu pai David; e o seu reinado não terá fim”.
Não temer. Saber-se acompanhada por Deus – essa é a certeza de tranquilidade que oferece o Anjo.
E porque acompanhada por Deus e sua eleita, à saudação segue-se a missão: ser Mãe de um filho especial: o Filho de Deus, do Messias libertador (como prometido a David).
Chamar-se-á Jesus, “Deus salva” e reinará para sempre. Tal como prometido a David e anunciado pelos profetas.
Um Emanuel, Deus connosco. O esperado. O Salvador.

Meditação
Não temas! De onde nascem os nossos medos?
Não será que as nossas inseguranças nos colocam “longe” de Deus? Aqui não há nada a temer!
É Deus quem se faz presente no meio de nós. Que mais podemos esperar? É o Seu projecto: fazer-Se um de nós, estar connosco, trazer-nos a salvação.
Deus quer viver em comunhão connosco. Por isso pede humildemente a colaboração de Maria, e hoje a tua colaboração.
Deus pede a Maria poder doar-se, de poder servir a sua vida enchendo-a dos seus dons.
Hoje, o Amor (Deus-Amor) pede-nos a possibilidade de ser amado… como um de nós!

Oração
Como poderei, Senhor, temer a Tua Vontade?!
Tu és, Senhor, “Aquele que És”.
Para ti, elevamos os nossos cantos, as nossas vozes à espera que respondas às “nossas pequenas vontades”, quando só a “Tua Vontade” conta.
Quero hoje, Senhor, louvar-Te e agradecer-Te todos os teus dons.
Como maravilha anunciada. Como projecto de vida levado adiante.
Para sermos Tua Vontade. Somente de Ti. E torna-me anunciador e testemunha de tudo quanto és!

Acção
Sem medos, nem distâncias.
Com a novidade da tua vida, procura que a vontade de Deus seja novidade.
Porque é através de pessoas concretas que Deus realiza e manifesta o seu amor, procura que este “amor de Deus” que certamente sentes em ti como dom e predilecção, seja evidente ao longo do dia.
Como? Procura ser criativo… e não temer!

5ª feira

Palavra
Maria disse ao Anjo: “Como será isto, se eu não conheço homem?”
As coisas não estão claras. Como será isto? Não duvida de Deus: sabe que a Palavra anunciada por Deus é sempre possível. Mas como?
O “como” corresponde-lhe a si. Ela é “chamada a ser”.
Não consegue perceber como é que isso sucederá. E por isso pergunta, simplesmente pergunta, para dar seguimento àquilo que lhe é pedido.
São as suas limitações e fragilidades em confronto com o que lhe é anunciado.
É o “impossível de Deus” tornado realidade: Deus que se faz homem.
Pensemos bem: Deus que se faz homem! Como será isto em mim?!

Meditação
Deus torna o impossível real.
Deus bate à porta de Maria para que “O deixe entrar”.
Do “sim” de Maria depende a realização do “impossível”.
Quais são os “impossíveis” de Deus na tua vida?
Maria tem um diálogo de aclaração que não é rebeldia mas o tomar de consciência da tremenda responsabilidade que se lhe oferece: Como pode ser isto?
E tu, como respondes às propostas de Deus: com diálogo e oração ou… com rebeldia e distância?

Oração
Há muitas coisas que não entendo, Senhor.
Pergunto e pergunto e, na distância da minha rebeldia, esqueço-Me de que só Tu tens “Palavras de vida eterna”.
Infunde no nosso coração, a tua graça, ó Pai.
Concede-nos hoje, Senhor, a capacidade de acolhermos a Tua vontade.
Para que escutando a Tua Palavra, e a tua Voz, possamos acolher na simplicidade do nosso ser, a maravilha que és em nós: Deus connosco, Deus que salva, Deus nosso.

Acção
Acolher. Acolhe o Senhor no teu coração.
Seria inútil preparar o caminho do Senhor sem o acolher.
Sem acolher a Deus e a sua vontade.
Com menos perguntas e mais respostas.
Como? Como quem ama a Deus.
Como quem confia.
Como quem espera na sua vontade.
O que fazer? Rezando, amando, vivendo em primeira pessoa tudo o que o Senhor nos pede.
Cabe-te a ti concretizar isso hoje e sempre…

6ª feira

Palavra
“O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus. E a tua parenta Isabel concebeu também um filho na sua velhice porque a Deus nada é impossível”.
Não é projecto humano. É actuação de Deus.
O Espírito virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra.
O Anjo explica: o que está para vir é o Filho de Deus. Deus vai fazer-se presente no mundo. Deus vai nascer de Maria.
E para Deus não há impossíveis.

Meditação
O impossível de Isabel explica o possível de Deus.
Impossível é uma palavra que não existe no vocabulário de Deus.
É isso que faz a diferença entre Deus e os homens.
Nada é impossível a Deus: inclusivamente fazer-se um de nós.
Deus fez-se um de nós para nossa felicidade.
Em Jesus o impossível tornou-se realidade.
Há mais impossíveis do que “Deus” fazer-se homem?
Esta é uma verdade que deveremos recordar mais vezes no nosso dia-a-dia.
Nas mil e uma dificuldades que nos envolvem percebemos como o impossível nos limita.
Nem tudo nos é possível. Mas nós não estamos sós!
Deus está connosco. Deus está contigo.
Impossível? Depende de ti…

Oração
Obrigado, Senhor, porque quiseste que o impossível fosse verdade.
Que é o homem, Senhor, para que te lembres dele?
Tão grande é a tua predilecção por nós que queres estar connosco, apesar dos nossos medos, das nossas fragilidades … apesar de tudo, queres estar connosco todos os dias.
Tu estás sempre connosco, nós é que às vezes nos afastamos de ti, com medo de que o teu “impossível” possa incomodar demasiado a nossa vida.
Obrigado, Senhor por todos os teus planos em favor das nossas vidas.
E perdoa-nos quando somos tentados a esquecer-nos de ti…

Acção
Como é que podes tornar real o “impossível de Deus” na tua vida?
Será que Deus te chama para algo novo?
Já te esqueceste que é através de homens e mulheres concretos, atentos à vontade de Deus, disponíveis a responder à sua verdade que Deus actua no nosso mundo?
Torna hoje o possível de Deus real na tua vida…
Actua como se Deus actuasse em ti.

Sábado

Palavra
Maria disse então: “Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra”.
Sim. Está tudo claro. Vamos a isto.
Faça-se em mim segundo a tua vontade. A resposta de Maria é essencial.
O “sim” de Maria leva a salvação a todos.
Deus não instrumentaliza ninguém.
Deixa espaço à resposta livre de Maria.
O seu “sim” supõe algo novo: primeiro, que Deus realize a sua vontade; segundo, que Deus nasça para salvação de todos.

Meditação
O “sim de Maria” inunda de alegria céus e terra.
O “sim” de Maria não era descontado.
Em Nazaré não se realizou um guião já escrito.
E é o próprio evangelista que o sugere: Maria ficou perturbada e iniciou um diálogo de confiança em Deus, se essa era a Sua vontade.
Este “faça-se em mim” não tem nada de passivo.
É um sim consciente da grandeza do envolvimento.
É um sim que torna humano o rosto de Deus entre os homens com traços como os nossos…
É o início de uma “aventura” em Deus que não mais tem fim.
É a resposta confiante e incondicional aos planos de Deus.
Que atitude é que tomas diante da vontade de Deus?
Acolhes com amor ou com uma atitude egoísta defendes os teus planos pessoais?
Porque é que nos queixamos quando Deus nos pede demasiado?

Oração
Senhor, ajuda-me a escutar e a dizer-te todos os dias “Sim” à tua vontade.
Um sim consciente das implicações da Palavra na minha vida.
Como Maria, torna-nos capazes de desejar aquilo que tu desejas.
Enche-nos também a nós do Teu Espírito.
Como Maria, torna-nos teus servos, teus servidores, servidores da tua vontade.

Acção
“Sim” a Deus.
Que tens de realizar concretamente hoje para que a tua vida seja o testemunho do teu “sim” a Deus.
E se Deus te pedir mais?
Já alguma vez te perguntaste que Deus pode ter um projecto para ti que peça “tudo”?
Que te entregues a Ele plenamente?
Como respondes a Deus?

Pe. Tarcízio Morais, sdb

Se quiseres entrar em contacto connosco e partilhar as tuas reflexões e sugestões pode fazê-lo para o seguinte email: orarapalavra@gmail.com
.

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...