Os tempos litúrgicos

A liturgia eucarística celebra sempre o mistério da vida, paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo. Daí que nos ofereça leituras do Antigo Testamento, durante o qual se prepara a chegada do Messias,  e do Novo Testamento, que nos centra na etapa de Jesus e das primeiras comunidades cristãs.

Tendo os olhos postos no mistério da vida, paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo, a liturgia convida-nos a viver cada um destes aspectos durante um tempo especial. A igreja organiza os domingos do ano em torno da Páscoa. Divide o “ano litúrgico” em “Tempos Fortes” e “Tempo Comum”.
{slider=No tempo do Advento…}
…centramo-nos na vinda de Jesus e na preparação da celebração para o Natal, festa que encerra o tempo do Advento. O ano litúrgico inicia sempre com o Advento.

 

{/slider}
{slider=O Tempo do Natal}
É também denominado por tempo da Manifestação do Senhor. Começa no dia 24 de Dezembro e termina na festa do Baptismo do Senhor. Esse tempo recorda-nos a vinda histórica de Jesus há séculos atrás e fortalece a nossa fé e esperança na Parúsia ou vinda gloriosa de Jesus no final dos tempos.

{/slider}
{slider=O Tempo da Quaresma…}
…começa na Quarta-Feira de Cinzas e termina na Quinta-Feira Santa, antes da Ceia do Senhor. Neste tempo, a Igreja recorda a entrega de Jesus pela nossa salvação, chama-nos à conversão e convida-nos a renovar a nossa opção por Cristo e pelo seu Reino.

{/slider}

{slider=No Tríduo Pascal…}
vivemos com grande solenidade a morte e ressurreição de Jesus, segundo o Espírito do Novo Testamento e a tradição cristã primitiva, que unia a paixão, morte e ressurreição de Jesus numa experiência vital. Começa com a missa da Ceia do Senhor, atinge a sua plenitude na Vigília Pascal e termina com a missa de Páscoa.

{/slider}
{slider=No Tempo Pascal…}
Procuramos encontrar-nos com Cristo Ressuscitado, tal como as primeiras testemunhas da Ressurreição. Começa com a liturgia do Domingo de Páscoa, dura cinquenta dias e termina com a festa de Pentecostes, a grande celebração do Espírito Santo.

{/slider}
{slider=O Tempo Comum}
celebra-se durante os outros Domingos do ano. Dura cerca de trinta semanas em dois períodos. Começa depois do Baptismo do Senhor. Interrompe com os Tempos da Quaresma e da Páscoa e continua depois do Pentecostes para terminar com a festa do Cristo Rei.
{/slider}

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...