Que espiritualidade do catequista?

Espiritualidade, de uma maneira simples, é a forma como um cristão vive e expressa as suas relações com Deus.

Mas a espiritualidade não se pode reduzir ao cumprimento de uns ritos religiosos ou a fazer umas práticas de piedade.

 

A espiritualidade não é algo externo à pessoa, mas tem que enraizar-se no mais íntimo da pessoa, envolver toda a pessoa nas suas dimensões mais profundas.

 

É certo que a espiritualidade do catequista está enquadrada na vocação cristã. Contudo, para um catequista não basta um programa de vida espiritual em geral, um viver genérico e abstracto da própria fé, fazer as práticas do bom cristão, observar exemplarmente as virtudes cristãs.

 

A espiritualidade do catequista marca o próprio ser do catequista. Ele é um “cristão-catequista”. Um catequista é espiritual quando o seu ser catequista é vivido a partir do ser eu mais profundo e isto iluminado e apoiado pelo Espírito, integrando todas as dimensões da fé no seu projecto de vida cristã.

 

Neste sentido, a espiritualidade do catequista não se pode separar da nossa actividade catequética.

A espiritualidade do catequista consiste em viver a totalidade das suas relações numa atitude de fé. Portanto, existe uma íntima relação entre o trabalho do catequista e a sua vida cristã. Uma e outra influenciam-se mutuamente.

 

Uma boa vida de fé deve ajudar a realizar melhor a catequese e, quanto melhor se leve a cabo esta catequese, maior maturidade adquire a fé:

  • reler e reviver o Evangelho, que é o próprio de Jesus, na nossa vida hoje;
  • descobrir em Jesus um modelo para mim, que unifica a minha existência;
  • viver a minha vida, crescendo em cada dia como cristãos;
  • fazer do meu compromisso quotidiano, nas coisas de todos os dias, uma verdadeira experiência de Deus;
  • fazer da vida de cada dia um caminho constante de santidade, a realização  de uma vocação específica, guiada pelo Espírito Santo.

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...