Homilia adolescentes 11º domingo

Mais uma sugestão para quem celebra a eucaristia com adolescentes

 

Ainda há muita gente que não se interessa por Jesus por achar que Ele é Alguém muito distante, afastado das coisas importantes do dia a dia. O Evangelho de hoje mostra bem como Ele se preocupa com o bem estar, com as emoções, com a vida toda das pessoas “normais”.

A popularidade de Jesus estava a crescer a olhos vistos. Multidões enormes juntavam-se a Ele e ocupavam boa parte do seu tempo.

Jesus esquece-se do seu próprio bem estar, das suas próprias necessidades e acolhe de coração as necessidades daqueles que O procuram. Enche-se de compaixão por aqueles que andam perdidos. Jesus recusa sentar-se à margem, fingindo ignorar os problemas. Ele reúne um grupo para enfrentar o problema.

Jesus não deixa as pessoas abandonadas; Ele pede aos seus discípulos que levem o seu amor às pessoas.

Jesus escolhe outras pessoas para andarem com Ele e para assumirem a sua missão.

Esta missão é ajudar aqueles que têm problemas e estão abandonados; é anunciar-lhes que Jesus os ama e se preocupa com eles. É uma tarefa que Jesus não reserva em exclusivo para Si; Ele quer que haja outros a partilhar a sua missão.

Vemos nesta passagem da Bíblia Jesus enviar os seus numa missão de cura e anúncio ao povo de Israel. Era o primeiro passo de uma missão que seria revelada depois da ressurreição.

Em vez de pensarmos que Jesus nos abandonou e preferível reconhecer que ele continua a olhar pelo seu povo com compaixão.

Tal como a multidão de há 2000 anos, muitas pessoas hoje andam desnorteadas, à procura de sentido e esperança para as suas vidas.

Por causa delas Jesus faz-nos um duplo pedido. Em primeiro lugar devemos rezar para que Ele envie muitos trabalhadores, muitas pessoas dispostas a unir-se à sua missão: sacerdotes, religiosas, voluntários… Em segundo lugar, Ele pede-nos que nos decidamos a agir. A confiar n’Ele mais fortemente para mais fortemente nos comprometermos com a sua causa.

 

Pistas para o diálogo:

 

1. Descreve a forma como Jesus se serve dos discípulos para chegar às pessoas. Qual é o “caderno de encargos” dos discípulos? Como é que isso mostra a atenção que Jesus tinha às pessoas?

 

2. Já te sentiste tão atarefado que não conseguias fazer aquilo que julgavas importante mas apenas aquilo que era mais urgente? Descreve essa sensação.

 

 

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...