Homilia adolescentes 12º domingo

Mais uma sugestão para animar a liturgia.

Já te aconteceu que o medo te impedisse de fazer o que está certo?

Nesta passagem do Evangelho, Jesus aborda a questão do medo, uma emoção que nos toca a todos.

Jesus chamou os doze discípulos para um momento especial de formação. Jesus quer ajudá-los a lidar com as dificuldades que os poderiam vencer e intimidar. Não há dúvida que os apóstolos estavam com medo: ainda não tinham recebido o Espírito Santo (que veio no Pentecostes) e a missão de Jesus ainda não lhes parecia clara.

A ideia de irem em missão, como representantes de Jesus pareceu-lhes algo ameaçadora. Mas embora Jesus se dirija aos Doze, as suas palavras aplicam-se a qualquer um dos seus seguidores (nós também). Jesus deixa algumas ideias bem claras: não devemos ter medo de nada nem de ninguém, em quaisquer circunstâncias; não nos devemos deixar dominar pelo desespero.

Isto levanta a questão dos nossos medos. O que é que, a cada um de nós, nos mete mais medo? Muitas pessoas têm medo da dor, física ou emocional. A perspectiva de vir a sofrer dor leva-as à ansiedade e à tensão. A palavra de Jesus contra o medo diz-nos que nada na terra é tão mau que dure para sempre: Ele estará ao nosso lado para nos ajudar a ultrapassar esses momentos. A única coisa que devemos temer é a separação definitiva de Deus. Cristo recorda-nos que nada nem ninguém tem poder para nos afastar de Deus. Nem devemos ter medo aos maus tratos pois nada nos afasta do Senhor.

Isto significa que podemos, simplesmente, “desligar” a emoção do medo? Não é assim tão simples superar os medos, mas é possível. Exige uma confiança constante em Deus, um empenho em crescer na relação de amor com Deus. Onde há fé, confiança e amor em Deus, o medo desaparece.

Jesus afirma claramente que Ele estará do nosso lado quando, diante dos outros, afirmarmos a nossa relação com Ele.

Não há razões para ter vergonha ou medo de nos afirmarmos como católicos, como seguidores de Jesus. Não há razão para não mostramos, com as palavras e com a vida, até que ponto Cristo nos ama.

E a nossa coragem vai ajudar outros a aderir a Jesus.

Para dialogar com os adolescentes

 

1 – Quais os medos que aprisionavam os apóstolos e que Jesus estava a tentar vencer? Quais os medos dos católicos de hoje? Como é que Ele nos ajuda a vencer esses medos?

2 – Conheces pessoas concretas que tenham superado os seus medos com a ajuda de Deus? Como é que elas venceram o medo?

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...