Homilia adolescentes 26º domingo

Sugestões para a homilia do 26º domingo, numa celebração com adolescentes.

 

Às vezes ficamos tão agarrados pelas correrias do dia a dia que nem temos tempo para reflectir e rezar.

Esta falta de tempo é uma epidemia na nossa sociedade. Mas Jesus quer que façamos uma avaliação crítica em relação a este estilo de vida.

A passagem do Evangelho que ouvimos descreve Jesus a testar a hipocrisia dos líderes religiosos do seu tempo.

Ele usa uma parábola para mostrar o que é a verdadeira devoção e amor a Deus. Não interessam aqueles que “dizem” ser justos diante de Deus; importam mais aqueles que “fazem” verdadeira justiça.

Na história, o primeiro filho começa por desobedecer ao pai, recusando-se a fazer o trabalho que o pai lhe pedia.

Podes pensar nas vezes em que os teus pais te pediram qualquer coisa e a tua reacção imediata foi pensar no aborrecimento da sua proposta.

O primeiro filho reagiu como muita gente de hoje. Olha muito para os seus interesses e recusa as propostas de Deus. Mas este primeiro filho fez algo que não é muito comum. Ele reflectiu sobre as suas acções.

Ele escutou a voz interior que lhe mostrava como era mais correcto obedecer ao pai. Sem dizer nada ao pai, foi fazer o que ele lhe pedira.

O segundo filho era todo falinhas mansas! Disse ao pai o que o pai esperava ouvir. Mas na realidade era um cobarde. Não teve a coragem de dizer ao pai o que pensava ou o que sentia e que não lhe apetecia trabalhar.

Além disso era teimoso e não aproveitou o tempo para reflectir no erro da sua atitude.

Jesus usa esta parábola para mostrar a hipocrisia da gente religiosa do seu tempo. Eles tinham optado por não ouvir o apelo de João Baptista, o profeta de Deus, apesar de manterem uma fachada de religiosos e cumpridores da Palavra de Deus.

Ao contrário, os publicanos e as prostitutas, tinham dito publicamente com o seu estilo de vida que recusavam os mandamentos de Deus. Mas ao reflectir nas palavras de João Baptista decidiram emendar os seus caminhos.

E nesta altura perguntamo-nos que atitude é a nossa.

Para sermos seguidores conscientes de Jesus e do seu Evangelho é importante imitar a atitude do primeiro filho que soube reflectir e corrigir as suas decisões.

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...