Lectio 3º domingo Páscoa

lectio3.jpg
Aqui está a proposta de Lectio Divina para a 3ª semana do tempo de Páscoa.

Ano A – III DOM da Páscoa  

«fica connosco porque se faz tarde»

Faz-se tarde. A presença daquele companheiro de viagem tem algo de extraordinário. Parecem palavras, já ouvidas, as suas. Mas com sabor novo. Empolgante. Capaz de mover o coração. Distantes da novidade da “manhã de Páscoa”, regressam desiludidos à Emaús das suas vidas, onde Jesus, Vivo e Ressuscitado se faz presente, “ao partir do pão”. Este é um texto admirável. Uma composição elaborada, simbólica, de modo a fazer ver a estes discípulos que não é com o triunfalismo messiânico que se anuncia o Reino de Deus, mas a partir da experiência do Ressuscitado, no mistério da sua Paixão e Morte. Agora é tempo de regresso: é tempo de iniciar a caminha do reencontro com a comunidade para perceber, que nunca é tarde demais para descobrir a presença de Cristo vivo no meio de nós, em cada Eucaristia, em cada encontro de comunidade, na fé vivida na Palavra realizada, no caminho de permanente encontro com Cristo. Faz-se tarde, mas nunca é tarde com Cristo!

 

 

Evangelho segundo S. Lucas (24, 13-35)

lectio3.jpgDois dos discípulos de Jesus iam a caminho duma povoação chamada Emaús, que ficava a duas léguas de Jerusalém. Conversavam entre si sobre tudo o que tinha sucedido. Enquanto falavam e discutiam, Jesus aproximou-se deles e pôs-se com eles a caminho. Mas os seus olhos estavam impedidos de o reconhecerem. Ele perguntou-lhes: «Que palavras são essas que trocais entre vós pelo caminho?». Pararam, com ar muito triste, e um deles, chamado Cléofas, respondeu: «Tu és o único habitante de Jerusalém a ignorar o que lá se passou estes dias». E Ele perguntou: «Que foi?». Responderam-Lhe: «O que se refere a Jesus de Nazaré, profeta poderoso em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo; e como os príncipes dos sacerdotes e os nossos chefes o entregaram para ser condenado à morte e crucificado. Nós esperávamos que fosse Ele quem havia de libertar Israel. Mas, afinal, é já o terceiro dia depois que isto aconteceu. É verdade que algumas mulheres do nosso grupo nos sobressaltaram: foram de madrugada ao sepulcro, não encontraram o corpo de Jesus e vieram dizer que lhes tinham aparecido uns Anjos a anunciar que Ele estava vivo. Alguns dos nossos foram ao sepulcro e encontraram tudo como as mulheres tinham dito. Mas a Ele não o viram». Então Jesus disse-lhes: «Homens sem inteligência e lentos de espírito para acreditar em tudo o que os profetas anunciaram! Não tinha o Messias de sofrer tudo isso para entrar na sua glória?». Depois, começando por Moisés e passando pelos Profetas, explicou-lhes em todas as Escrituras o que Lhe dizia respeito. Ao chegarem perto da povoação para onde iam, Jesus fez menção de ir para diante. Mas eles convenceram-no a ficar, dizendo: «Ficai connosco, porque o dia está a terminar e vem caindo a noite». Jesus entrou e ficou com eles. E quando Se pôs à mesa, tomou o pão, recitou a bênção, partiu-o e entregou-lho. Nesse momento abriram-se-lhes os olhos e reconheceram-no. Mas Ele desapareceu da sua presença. Disseram então um para o outro: «Não ardia cá dentro o nosso coração, quando Ele nos falava pelo caminho e nos explicava as Escrituras?». Partiram imediatamente de regresso a Jerusalém e encontraram reunidos os Onze e os que estavam com eles, que diziam: «Na verdade, o Senhor ressuscitou e apareceu a Simão». E eles contaram o que tinha acontecido no caminho e como o tinham reconhecido ao partir o pão.

segunda-feira

 

Palavra

Dois dos discípulos de Jesus iam a caminho duma povoação chamada Emaús(…). Conversavam entre si sobre tudo o que tinha sucedido. Enquanto falavam e discutiam, Jesus aproximou-se deles e pôs-se com eles a caminho. Mas os seus olhos estavam impedidos de o reconhecerem.

 

Depois da morte de Jesus, dois dos seus discípulos abandonam os outros discípulos, abandonam o projecto de Jesus e regressam ao quotidiano das suas vidas. No caminho comentam o que tinha acontecido com Jesus e o que tudo isso significava para eles. E é neste entretanto que Jesus ressuscitado, inesperadamente e irreconhecível, se encontra com eles no caminho.     

 

Meditação

A reacção destes dois discípulos é tão legítima… e a mais cómoda também. É demasiado fácil abandonar tudo quando tudo parece não ter já muito sentido. Difícil é saber ver para além e reconhecer Jesus aí comigo. Fácil é vê-lo morto. Difícil é vê-lo vivo à minha volta e em mim. Também nas coisas de Deus o fácil é abandonar em vez de perseverar.

 

Oração

Mais do que os meus olhos, Senhor, é o meu coração que, muitas vezes, está impedido de te reconhecer. Peço perdão por este coração indiferente, empedernido e adormecido e, ao mesmo, disponibilizo-me para que, neste tempo pascal, o convertas, o despertes, o ressuscites com a força do teu Espírito.

 

Acção

Nas minhas conversas sempre digo muitas coisas e, talvez, nunca fale das coisas de Deus. Hoje, nesta área da minha vida, vou procurar ser testemunha deste Jesus que se põe a caminho comigo. Posso fazê-lo até mesmo de modo irreconhecível, desde que o faça com coração… 

 

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...