Os sinais do coração

A certa altura, toca-me a ponta do nariz com uma carícia: é como se fosse atropelado por um comboio a alta velocidade.

O que é que me está a acontecer? Por que começo a perturbar-me?
Na escola sou um desastre de distracção: em casa transpiro nervosismo.Por que me sinto completamente feliz esta manhã? Por que é que banhei de lágrimas a almofada? É muito simples: o teu coração está apaixonado. Bastam poucas notas de uma canção para andares nas nuvens. E estás tão bem que o mundo podia cair em cima de ti que nem darias por nada.
Tudo tem o «seu» rosto, o tom da «sua» voz e o calor dos «seus» olhos. Perdeste a cabeça, é o que é. Mas não sabes como aconteceu e também não saberás responder, se alguém te perguntar: «Mas o que é que ele/ela tem de especial? «Estava triste e tu chegaste.
Foi começando a partir de ti que disse sim ao mundo ».
P.Eluard
O que é que te agrada mais nele/nela?». Tudo te agrada, não sabes dizer outra coisa.

I LOVE

«Gigi amo-te», «Manu, és minha». As grandes frases enchem as paredes debaixo da ponte de cimento, dos recreios das escolas, onde calha. Quando estás apaixonado, sentes-te forte, capaz de tudo, feliz, cheio de vontade de viver. Queres saber tudo acerca do outro e só sossegas quando o vês, quando o ouves ao telefone, diversas vezes por dia. Se vês uma coisa bela, gostarias de lhe comunicar. O mais pequeno contratempo irrita-te imensamente. E até perdes a objectividade, a ponto de nem sequer veres os seus defeitos! Mas haverá quem não os tenha?

COMO É MARAVILHOSO AMAR!

Talvez alguém se ria do teu amor. Mas tu leva-lo a sério. Sabes que não se trata de namoricos de adolescentes. É o amor que está a nascer. Também os adolescentes sabem amar. No entanto, lembra-te de que o amor é uma caminhada. A paixão pode ser breve e, depois, esfumar-se em nada.
Se for amor, deverá crescer.
Então, quando estiveres apaixonado, não temas fazer loucuras e escrever nos livros o nome de quem amas; mas fá-lo também entrar dentro de ti: «Quero que dure sempre, pois é demasiado belo para acabar».

OS RISCOS

Também os há no amor, como em todas as coisas. Por exemplo, o de isolar-se dos amigos e desinteressar-se do resto do mundo. Ceder ao desejo de estardes sempre sós leva a dardes maior espaço aos gestos da afectividade. Então, é fácil deixar-se embalar e querer queimar as etapas.
Também há o risco de vos tornardes possessivos, a ponto de limitardes a liberdade do outro. Assim, embora muitas vezes julguemos que amamos o outro, é mais a nós próprios que amamos do que o outro como pessoa, com o seu mundo interior, com os seus valores e as suas exigências. O outro torna-se «objecto» que queremos possuir e usar. Depois de usado, abandonamo-lo e passamos a outras experiências. Mas tudo isto é muito triste.

PARA FAZER CRESCER O AMOR

1. Sê sempre sincero. Não deves dizer tudo o que passa pela tua cabeça, mas o que disseres deve ser verdade.
2. Não andes distraído. Presta atenção aos seus gostos e valoriza-os, mesmo que sejam diferentes dos teus.
3. Acredita numa mudança de valores, de ideias e de amizades: o hábito e a superficialidade fazem murchar até os mais nobres sentimentos e arruínam as coisas mais belas.
4. Para as raparigas: permanecei sempre lúcidas, embora o coração bata com toda a força.
5. Para os rapazes: dai à rapariga o tempo de amar-vos sem atormentá-la continuamente.
6. Para rapazes e raparigas: deixai sempre ao outro a possibilidade de afastar-se; pois o amor nunca se pode impor.

 

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...