Para o mês de Maio 30

Com Maria rezamos a Jesus

Saudação Inicial:

Presidente: Em nome do Pai e do Filho e do
Espírito Santo.

Assembleia: Ámen.

Presidente: A graça de Jesus Filho de Deus e de Maria esteja sempre
connosco.

Assembleia: Bendito seja Deus que nos reuniu no
amor de Cristo.

 

Admonição
inicial

 

O
“Sim” de Maria deu-nos a conhecer o Divino Salvador:
"Faça-se em Mim
segundo a Tua palavra." (Lc. 1,38). 
Como seria Maria nos dias de hoje? Uma jovem Mãe como foi, e era costume
na sua época? Uma mulher humilde e altamente inteligente? Uma trabalhadora da
indústria? Uma trabalhadora fora e em casa? Como seria Maria, Mulher e Mãe, nos
dias de hoje?

Colocando Maria no
tempo presente, não podemos deixar de lembrar que foi num estábulo que Ela deu
à luz o Seu Filho; e, foi no Calvário que Ela aceitou ser Mãe dos Cristãos e
toda a Humanidade – "Mulher, eis aí o teu filho." Depois disse ao
discípulo: "Eis aí a tua Mãe."
(Jo. 19,26-27).

Sem dúvida que
Maria foi, é, e será, sempre a Mãe de todos nós, modelo de humildade,
humanidade, fé, e compreensão.

É
preciso que o nosso coração diga “sim”, para que a vida de Deus nos atinja e
nos transforme. Com Maria, rezemos sempre a Jesus: "Fazei tudo o que Ele
vos disser" (Jo.2,5).

Vamos hoje recitar
os Mistérios Dolorosos do Rosário. Será um tempo para reflectirmos no valor do
sofrimento humano, presente inevitavelmente no caminho da nossa vida, na
Redenção que a Cruz de Jesus nos trouxe.

 

Recitação do Terço

Mistérios dolorosos

 

1º Mistério – Jesus no Horto das Oliveiras.

 

 “Pai, se é possível…” Mas não, não é
possível, porque o Amor infinito de Deus assim o exige. “Então, Pai, que se faça
a Tua vontade!…” E Jesus aceita e abandona-se à vontade do Pai, como toda a
vida fez. Maria aceita a vontade do Pai dizendo: “Faça-se em Mim, segundo a Tua
palavra”.

 

2º Mistério – A Flagelação de Jesus no pretório de
Pilatos.

 

Como dizia
Saint-Exupéry, “o coração tem razões que a razão desconhece”. Mas nós, homens,
medimos tudo em graus de utilidade e eficácia e a Tua Paixão, parece, em todas
as cenas, uma derrota. Que frustração, Jesus, ver-te assim a ser tratado, Tu
que não merecias, Tu que podias acabar com isso. A verdade é que não precisas
deste sacrifício para nada. Mas é o Teu amor, o Teu zelo pelos irmãos que Te
leva a semelhante entrega. E essa Tua dor, transformou-se em salvação para nós,
de uma forma misteriosa, que nunca entenderemos.

 

 

3º Mistério – A coroação de espinhos

 

Espinhos que
magoam muito, que custam a suportar. Ainda para mais, porque não somos nós que
os escolhemos, eles vêm ter connosco sem que nós os desejemos.

E a verdadeira
liberdade é esta: escolher, Senhor, o que Tu nos pedes.

  Jesus, ajuda-me a encontrar a liberdade
autêntica no seguimento fiel da vontade do Pai.

 

4º Mistério – Jesus carrega a Cruz para o Calvário

 

Viver o mandamento
de Jesus torna-se para nós, caminho doloroso. Mas é este o único que leva à
Páscoa. Quem aceita seguir Jesus sabe que é para o Calvário que O segue, porque
é para lá que Ele vai.

 

5º Mistério – A crucifixão e morte de Jesus

 

De tudo O
despojaram. Só não puderam tirar-Lhe o imenso amor pelos homens, mesmo por
aqueles que cravaram os pregos nas Suas mãos e nos Seus pés. “Perdoa-Lhes,
Pai…”, sempre o perdão, sempre a misericórdia, sempre o Amor.

Jesus, ajuda-me a
contemplar a Tua Cruz para poder aceitar a minha e ser sensível ao sofrimento
dos meus irmãos.

 

 

P- Três Ave Marias a Nossa Senhora para que Ela
nos ensine o caminho que nos conduz até Jesus.

Ave
Maria…

P- Salve Rainha…

 

Evangelho   (Mt 11, 25-30)

 

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo
segundo São Mateus

 

Naquela
ocasião, Jesus tomou a palavra e disse: “Eu te louvo, Pai, Senhor do céu e da
terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste
aos pequeninos. Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado. Tudo me foi entregue
por meu Pai. Ninguém conhece o Filho senão o Pai, e ninguém conhece o Pai senão
o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.

Vinde a mim
vós todos, que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos darei descanso.
Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, que sou manso e humilde de
coração, e achareis descanso para vossas almas. Pois meu jugo é suave e
meu peso é leve”.

 

Palavra
da Salvação.

 

Preces

 

P. Irmãs e irmãos, elevemos as nossas orações a Deus
Pai e, por intercessão da Virgem Maria, invoquemos a divina misericórdia
dizendo, com fé e esperança:

Interceda por nós
a Virgem cheia de graça.

 

1 – Para que a Igreja, esposa de Cristo, acolha como a
Virgem Maria a Palavra da Salvação e, pelo Baptismo dê dá luz novos filhos.
Oremos irmãos.

 

2 – Para que a Rainha da Paz e Mãe da Igreja inspire o
sentido da justiça e da paz aos governantes, a fim de trabalharem pelo bem de
todos os povos. Oremos irmãos.

 

3 – Para que os discípulos de Cristo cheguem à unidade
da fé e da caridade e imitem o coração da Mãe de Deus. Oremos irmãos.

 

4 – Para que todos os que choram e estão tristes
sintam a protecção e a presença da Mãe de Misericórida, nas suas aflições e
ansiedades. Oremos irmãos.

 

5 – Para que os adolescentes e jovens cresçam puros
como a Virgem de Nazaré e cheguem à verdadeira santidade. Oremos irmãos.

 

6 – Para que os fiéis desta comunidade sintam a ajuda
poderosa da Mãe de Jesus quando chegar a sua última hora. Oremos irmãos.

 

 

 

Oração conclusiva

 

P. Senhor Nosso Deus, mostrai a vossa misericórdia
aos filhos que Vos amam e suplicam, e que humildemente entregam as suas preces
nas mãos da Virgem Mãe de Nazaré. Por Jesus Cristo Nosso Senhor, na unidade do
Espírito Santo

 

 

 

P- O Senhor nos abençoe, nos livre de todo o
mal e nos conduza à vida eterna.

A Ámen.

P- Bendigamos ao Senhor.

A- Graças a Deus.

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...