Para o mês de Maria 9

Para o dia 9 de Maio: Maria comunica vida

9 de Maio – sexta –feira

Maria comunica vida

 

Saudação Inicial:

Presidente: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Assembleia: Ámen.

Presidente:A graça de Jesus Filho de Deus e de Maria esteja sempre connosco.

Assembleia: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

 

Admonição Inicial:

 

Neste celebração mariana, temos a oportunidade de pedir à nossa Mãe do Céu, que nos ajude e nos dê forças, para nos colocarmos ao serviço da vida, das nossas famílias, para que elas sejam famílias comprometidas ao serviço da Igreja, dom de Deus.

Ponhamos os olhos na Agonia, na Flagelação, na Coroação de Espinhos, na Cruz e na Crucifixão de Jesus, que tudo passou para fazer a vontade do Pai do Céu e ao serviço da vida de todos nós que mal sabemos avaliar esta oferta de amor por todos nós.

Ainda assim, o povo gritou a pedir a Crucifixão para Jesus.

Cada um de nós, com todo o seu amor, deve procurar agradecer a Jesus e procurar estar atento a todas as famílias que poderão precisar da nossa ajuda.

Assim fez Maria: esteve atenta às dificuldades e necessidades de todos.

 

Recitação do Terço

1º MISTÉRIO

 

“Sua mãe e seus irmãos vieram ter com Jesus, mas não podiam aproximar-se por causa da multidão. Anunciaram-lhe: “ Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem ver-te.” Mas Ele respondeu-lhes: “Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a põem em prática.”

         Quanto bem se deixa de fazer em família porque não há quem sê dê, quem seja generoso no serviço, na dedicação, no trabalho em favor dos outros, em suma, quem ouça a Palavra de Deus e a ponha em prática.

Peçamos a Maria um coração vivo, capaz de servir os outros, começando com a prática familiar.

 

2º MISTÉRIO

 

“ Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se à pressa para a montanha, a uma cidade da Judeia. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria exclamou… Bendita és tu entre as mulheres e Bendito é o fruto do teu ventre.”

         Examinemos neste mistério como vai o nosso compromisso na família, no emprego, na escola, na paróquia, no apostolado, na sociedade. Por vezes ficamos instalados e comodistas à espera que sejam os outros a comprometer-se e a servir-nos. Precisamos de inventar modos concretos de amar, de servir, de ser amor ao longo do dia.

Peçamos esta graça a Maria para todas as famílias famintas de amor.

 

3º MISTÉRIO

 

“Celebrava-se uma boda em Caná da Galileia e a mãe de Jesus estava lá. Como viesse a faltar o vinho, a mãe de Jesus disse-lhe: «Não têm vinho». Jesus respondeu-lhe: «Mulher que tem isso a ver contigo e comigo? Ainda não chegou a minha hora». Sua mãe disse aos serventes: «Fazei tudo o que Ele vos disser».”

A família nasce do sacramento do matrimónio, da entrega mútuo dos esposos por um amor de comunhão que é prolongado nos filhos, tornando-se assim uma família comprometida. Uma família comprometida é uma Igreja doméstica e deve viver dentro do seu lar, na comunhão de todos os seus membros, no amor recíproco e partilhado. O trabalho feito por amor não escraviza, mas é dignificado e colocado ao serviço dos outros. È serviço alegre para que os outros vivam melhor, se sintam bem, sejam mais felizes.

Peçamos neste mistério a Maria, a Mãe sempre atenta ao outros, para que ensine as Nossas famílias a serem mais comprometidas.

 

4º MISTÉRIO

 

“Junto à cruz de Jesus estava sua Mãe. Então Jesus ao ver sua Mãe e o discípulo que Ele amava, disse à Mãe «Mulher eis o Teu filho» Depois, disse ao discípulo: «Eis a Tua Mãe» e, desde aquela hora, o discípulo acolheu-a em sua casa.”

A santidade de cada família mede-se pelo amor, ou seja, será tanto mais Santa quanto mais os seus membros se amam reciprocamente. Amar é algo de concreto, ou seja, são obras, são acções, são movimento activo em relação aos outros. Matar a fome e a sede, vestir o nu, visitar o doente e o preso, escutar quem precisa, sorrir, semear alegria e esperança, cuidar dos outros.

Peçamos a Maria, que se tornou nossa Mãe junto à cruz de Cristo, a capacidade de em família sabermos acolher os outros, principalmente os doentes, os idosos e os mais necessitados.

 

5º MISTÉRIO

 

“Quando chegaram à cidade, os apóstolos subiram para a sala de cima, no lugar onde se encontravam habitualmente. E todos unidos pelo mesmo sentimento, entregavam-se assiduamente à oração, com algumas mulheres, entre as quais Maria, mãe de Jesus.”

No quinto mistério, meditemos na caridade de Maria. Ser cheia de graça significa ser cheia de amor. Maria, a exemplo de Jesus, viveu em grau eminente o seu amor com Deus e com o próximo. A caridade da visitação a Isabel, a atenção dedicada nas bodas de Caná, e por último o serviço à comunidade primitiva na oração, são aspectos da Senhora da Caridade. Que Ela interceda por nós junto do Pai, pedindo-lhe para todas as famílias a graça de, como ela, viverem em humildade, em pobreza e no amor partilhado com os irmãos.

 

P- Três Ave Marias a Nossa Senhora para aprendermos dela o valor da partilha.

Ave Maria…

P- Salve Rainha…

 

Evangelho (Jo 21, 15-19)

Leitura do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

 

Quando Jesus Se manifestou aos seus discípulos

junto ao mar de Tiberíades,

depois de comerem, perguntou a Simão Pedro:

«Simão, filho de João, amas-Me tu mais do que estes?»

Ele respondeu-Lhe:

«Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo».

Disse-lhe Jesus: «Apascenta os meus cordeiros».

Voltou a perguntar-lhe segunda vez:

«Simão, filho de João, tu amas-Me?»

Ele respondeu-Lhe:

«Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo».

Disse-lhe Jesus: «Apascenta as minhas ovelhas».

Perguntou-lhe pela terceira vez:

«Simão, filho de João, tu amas-Me?»

Pedro entristeceu-se

por Jesus lhe ter perguntado pela terceira vez se O amava e respondeu-Lhe:

«Senhor, Tu sabes tudo, bem sabes que Te amo».

Disse-lhe Jesus: «Apascenta as minhas ovelhas.

Em verdade, em verdade te digo:

Quando eras mais novo,

tu mesmo te cingias e andavas por onde querias;

mas quando fores mais velho, estenderás a mão e outro te cingirá

e te levará para onde não queres».

Jesus disse isto para indicar o género de morte com que Pedro havia de dar glória a Deus.

Dito isto, acrescentou: «Segue-Me».

 

Palavra da salvação.

 

Breve silêncio

 

Preces

P- Irmãos, a nossa vida deve produzir frutos agradáveis a Deus. Para tal, precisamos de estar unidos a Cristo. Peçamos-Lhe, dizendo: Cristo nossa vida, ouvi-nos

 

1.Porque somos ramos da verdadeira Videira que é Jesus, Vosso Filho, e precisamos de viver em plenitude divina, nós Vos pedimos:

 

2. Porque a vida só tem sentido se tivermos em Vós a nossa certeza e a nossa segurança, nós Vos pedimos:

 

3. Porque a vida que não dá fruto em Cristo é cortada e lançada fora, nós Vos pedimos:

 

4. Porque viver unido a Cristo é estar também unido em solidariedade aos irmãos, nós Vos pedimos:

 

Oração conclusiva

 

P- Ó Deus, que és o agricultor das nossas vidas, Tu cortas o que não está bem e regas o que produz, dai-nos a graça de permanecermos unidos a Cristo, a verdadeira videira, e n’Ele tenhamos a vida em abundância. Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

 

Bênção final

P- O Senhor nos abençoe, nos livre de todo o mal e nos conduza à vida eterna.

A Ámen.

P- Bendigamos ao Senhor.

A- Graças a Deus.

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...