Fazer catequese com a Bíblia

A Sagrada Escritura é a fonte donde brota a mensagem da catequese. Ela não é um acrescento facultativo. Como catequistas é obrigatório termos algumas ideias claras sobre a forma de ler a Bíblia.

A Bíblia é a Palavra que Deus nos comunica. Mas é também literatura. Por isso reconhecemos os diferentes géneros literários e procuramos captar a beleza e profundidade das imagens e figuras literárias que usa.

  • A Bíblia é uma confissão de fé. Ela vale principalmente por isso e não tanto pela informação histórica ou cultural que nos oferece.
  • A Bíblia é um livro cristão. Uma boa parte da Bíblia foi escrita antes de Jesus (Antigo Testamento). Mesmo assim interessa-nos. Mas lemos o Antigo Testamento interpretando-o à luz de Jesus e do seu Evangelho. Temos sempre como ponto de referência a Cristo.
  • A Bíblia é um livro eclesial. Ela é fruto da fé da Igreja e só tem sentido pleno quando lida no seio da fé eclesial. A leitura pessoal da Escritura é importante, mas ela só adquire o seu sentido quando lida em comunidade, em clima de fé e de escuta, em sintonia com a Igreja universal de onde, de hoje e de sempre.
  • A Bíblia é um livro difícil. Foi escrito há muito tempo, num mundo muito diferente do nosso. A sua leitura pode tornar-se difícil e, até, pesada. Não pode ser lida literalmente; deve ser interpretada.
  • A Bíblia é um livro para hoje. Esta biblioteca de livros inspirados por Deus não é uma enciclopédia de informação religiosa; são livro de fé, escritos para alimentar a nossa fé. Podemos aprender muito com a fé dos grandes crentes. A Bíblia ilumina a nossa fé, interpela a nossa vida, orienta-nos no caminho, alenta a nossa esperança.
  • A Bíblia é um livro para rezar. Abraão, Moisés, David, Daniel, Pedro, Estêvão, Paulo… são pessoas muito diferentes. Mas todos eles têm em comum o saberem ler a presença de Deus nas suas vidas. Foram grandes orantes. A Bíblia é um livro de fé que deve ser acolhido em atitude de oração: rezando com as suas orações, rezando a partir do conteúdo dos seus relatos, rezando com as mesmas atitudes dos grandes crentes bíblicos.
  • A Bíblia é um livro para viver. A Bíblia não nos deixa indiferentes. Em cada uma das suas páginas está um desafio: pôr em prática o eu conteúdo, empenhar-nos em viver segundo o projeto de vida a que Deus nos convida. A Bíblia não acaba na leitura, mas, passando pela oração, leva-nos à ação. A Bíblia foi escrita não tanto para ser lida, mas para ser vivida.

Texto retirado de: ” A aventura de caminhar – Guia” 

 

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 502
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
Avaliar-me-catequista-crente
Avaliar-me como catequista e como crente!
Partilhamos um esquema de avaliação e desempenho para catequistas. Não pretende fazer acusações nem premiar...
Pentecostes-1
Pentecostes ou as línguas de fogo
O livro "Da mão para o coração - 5 minutos de criatividade para a Bíblia" sugere uma atividade para se...
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...