Reitor dos salesianos pede ao Papa a beatificação da mãe de São João Bosco

LES COMBRES, quarta-feira, 13 de julho de 2005 (ZENIT.org).- Ao acolher Bento XVI esta segunda-feira na casa de verão de Les Combres, no Valle de Aosta, o reitor-mor dos Salesianos, Dom Pascual Chávez, pediu-lhe acelerar a beatificação da mãe de São João Bosco, Margarita Occhiena.

O reitor, que falou em particular com o Papa na residência na qual está passando as férias, de propriedade dos Salesianos, entregou-lhe documentos e uma carta de todos os bispos salesianos espalhados pelo mundo na qual pedem que se promulgue o decreto de heroicidade das virtudes de «mamãe Margarita».

A família salesiana deseja que Margarita Occhiena possa ser declarada venerável, e, portanto, indicada como modelo de virtudes ao povo de Deus, com ocasião do 150º aniversário de sua morte, segundo informa a Agência de Notícias Salesianas (ANS).

O Papa respondeu que a santidade desta mulher é tão evidente que não tem necessidade de todo o processo, pondo de manifesto que suas virtudes são muito conhecidas, acrescenta este serviço de informação.

«Estamos dando os passos do procedimento regular», respondeu Dom Chávez. A «positio» foi entregue, com efeito, no dia 25 de janeiro de 2000, enquanto que o exame dos consultores históricos terminou, positivamente, em 3 de outubro do mesmo ano.

Bento XVI desejou que a beatificação possa acontecer no ano 2006, ocasião que o reitor-mor considerou que é provincial, visto que o tema e conseguinte compromisso pastoral está centrado na «família», da qual mamãe Margarita poderia ser declarada modelo a imitar.

O Papa ressaltou esta decisão com um «muito bem» entusiasmado, revela ANS. O reitor-mor, ao despedir-se do Papa, solicitou-lhe uma audiência pessoal mais ampla proximamente.

Mararita Occhiena (1788-1856), nasce em 1 de abril de 1788 em Capriglio (norte da Itália) e ali permaneceu até casar-se com Francisco Bosco. Após a prematura morte do marido, aos 29 anos teve de encarregar-se sozinha de sua família em um momento de carestia, assistindo a mãe de Francisco, assim como o filho deste, Antonio, e educando seus filhos José e João.

Quando João foi ordenado sacerdote, deixou sua casa para acompanhá-lo durante dez anos em sua missão entre os jovens pobres e abandonados de Turim.

«Sem saber, converteu-se em “co-fundadora” da família salesiana», constata uma biografia distribuída pelos salesianos.

«Sem saber escrever, mas cheia da sabedoria que vem do alto, ajudou muitos pobres, jovens de rua, filhos de ninguém. Pôs Deus ante de tudo, entregando-se por ele em uma vida de pobreza, oração e sacrifício», acrescenta uma breve biografia.

Morreu aos 68 anos, em Turim. Acompanharam-na ao cemitério muitos jovens que a chamavam de «mamãe».

Os Salesianos de Dom Bosco em todo o mundo são atualmente 16645.

Os membros da Família Salesiana são quase 402.500. Está formada por 22 diferentes organizações que nasceram com o tempo sob a inspiração do estilo e do carisma de Dom Bosco. As primeiras três originaram-se ainda vivo Dom Bosco: são As Filhas de Maria Auxiliadora (15.074), os Salesianos Cooperadores (35.000) e os Ex-alunos de Dom Bosco (197.730).

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Relacionados

Noticia-Apresentacao-Rezar-com-Maria
Apresentação do livro "Rezar com Maria"
"Rezar com Maria", o 11º livro de Paulo Costa, pela Salesianos Editora, foi apresentado em Santa Maria...
NOTICIA-PEDROSA-FERREIRA
Faleceu Pe. Pedrosa Ferreira
Partiu para o Pai, a 22 de abril de 2024 um dos nomes incontornáveis da catequese, em Portugal. Salesiano...
Dia do Livro 2024 Noticia
Descontos - Dia Mundial do Livro 2024
O Dia Mundial do Livro celebra-se a 23 de abril. Associamo-nos a esta festa, com o lançamento de uma...
Rui Alberto Ecclesia
Pe. Rui Alberto apresenta Novo Itinerário da Catequese no programa da RTP 2 “A Fé dos Homens”
O Diretor Editorial da Salesianos Editora esteve no programa Ecclesia, transmitido na RTP 2, a apresentar...

Últimas

Pesquisa