Entrevista com David Teixeira: colaborador da CATEQUISTAS

Continua hoje a série de entrevistas com colaboradores da revista Catequistas.
O entrevistado de hoje é o Pe. David Teixeira.
1 – Nome, idade, profissão/ocupação profissional

Sou o David, tenho 31 anos e embora ser padre não seja uma profissão é o que me ocupa o coração e as mãos. Para além disso, agora particularmente, trabalho na Equipa de Pastoral Vocacional da nossa Província Salesiana, a nível nacional.


2 – Empenhos e ministérios eclesiais que desempenhas
Como padre salesiano, estou ao dispor da minha comunidade de irmãos e, além disso, como já o disse, faço parte da Equipa de Pastoral Vocacional, que é um ministério desafiante, visto que colaboramos com Deus neste mistério que é a vocação: seu discernimento e acompanhamento.   

 

3 – Descreve o teu percurso de fé e como evangelizador
Costumo dizer que, até agora, fui agraciado por Deus ao longo de todo o meu percurso.
Tive uma família que não foi um entrave à graça de Deus. Fiz a primeira comunhão ajudado por uma religiosa que era única. Pertenci à Legião de Maria que era organizada por um padre muito próximo. Frequentei o Colégio Salesiano de Macau onde passei os meus melhores anos e onde Deus esteve sempre lá. Na minha adolescência, pertenci a um grupo de fé, que contribui decisivamente no discernimento da minha vocação. Depois ‘entrei’ nos Salesianos e fiz todo o percurso formativo (com seus altos e baixos) até ser ordenado sacerdote. Isto em relação à fé, de uma maneira esquemática, e por agora…
Como evangelizador: fui e continuo a ser amigo dos meus amigos e, às vezes, até dos meus inimigos; fui catequista; fui animador de grupos de fé; fui voluntário no Norte de Moçambique e na ilha de S. Vicente, em Cabo Verde; sou formador de jovens animadores salesianos; fui e continuo a ser diácono; sou padre; sou, esporadicamente, coordenador de actividades ao nível salesiano: Páscoas jovens, Acampamentos Nacionais, Encontros Nacionais e Campos de Férias; fui coordenador de pastoral de um colégio; e, agora, evangelizador a nível vocacional. 
Não tenho razão em dizer que, até agora, fui agraciado, mesmo contando com os meus momentos de crise?

4 – Quais as maiores dificuldades que encontras no teu ministério?
No ministério do dia a dia, a maior dificuldade com que deparo é a minha própria conversão e a conversão dos outros. Eu e os outros, felizmente, e ainda que nem sempre me convenha, continuamos a ser um mistério difícil de abarcar. Isto convida-me insistentemente à humildade e ao reconhecimento de que, realmente, só Ele é Deus.

5 – Quais os maiores desafios que a catequese em Portugal enfrenta hoje?
Um dos desafios é o da inculturação. Deus para nos ‘catequizar’ encarnou. A nós custa-nos mais encarnar porque há mais resistências a vencer. Encarnar neste tempo, nesta sociedade, nestas culturas, na vida dos nossos destinatários, para que a mensagem seja inteligível. A disciplina pendente é, portanto, a da tradução… 

6 –  Qual a experiência de evangelização que mais te marcou, que mais te faz dar graças a Deus?
 Cada experiência foi e continua a ser única e em todas procuro dar graças a Deus, mesmo que nem sempre de maneira consciente, porque Ele sabe o quanto me sinto agradecido. Ainda assim, as que mais me marcaram foram as minhas primeiras experiências de evangelização, sendo catequista dos da primeira comunhão e animador de pré-adolescentes. Recordo-as com mais carinho porque era novato, inexperiente e ‘mais apaixonado’ (espero que entendam…).

7 – Um momento, lugar, modelo de oração que gostarias de partilhar com os leitores do site
Buscamos tantos momentos, lugares e modelos de oração quando uma só é necessária: a eucaristia. Sendo a oração um encontro com Deus, a eucaristia é o momento, lugar e modelo de maior intimidade que Ele nos deixou. Todas as nossas outras orações devem nascer dali. Sejamos conscientes do incomparável valor da eucaristia!

8 – Um recurso pedagógico que gostasses de ver mais divulgado.
Não sendo propriamente um recurso pedagógico, gostaria que a Bíblia fosse mais lida, estudada e meditada. E talvez, então, o exercício do nosso ministério fosse mais ao estilo do ministério de Deus.


Partilhe

Facebook
WhatsApp

Relacionados

Rui Alberto Ecclesia
Pe. Rui Alberto apresenta Novo Itinerário da Catequese no programa da RTP 2 “A Fé dos Homens”
O Diretor Editorial da Salesianos Editora esteve no programa Ecclesia, transmitido na RTP 2, a apresentar...
Noticia Webinar Emaus Salesianos Editora
Viver os Sacramentos: novos materiais catequéticos para a adolescência
A Salesianos Editora promoveu um webinar para apresentar os novos materiais catequéticos para o 7º ano...
guia Nos passos de Jesus 1 ano
Ligações. Itinerário de Educação à Fé
Ligações. Itinerário de Educação à Fé Um projeto de catequese inovador para conhecer, celebrar e viver...
Vertical+Horizontal - Evangelho meditado

Ligações lança proposta de meditação do Evangelho, para jovens dos 15 aos 18 anos.

Últimas

Pesquisa