Orar a Palavra: 5º DTC

v\:* {behavior:url(#default#VML);} o\:* {behavior:url(#default#VML);} w\:* {behavior:url(#default#VML);} .shape {behavior:url(#default#VML);} Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin:0cm; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:10.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-ansi-language:#0400; mso-fareast-language:#0400; mso-bidi-language:#0400;}

Pouco tempo atrás, na sinagoga de Nazaré, Jesus tinha-se apresentado como o enviado de Deus para uma missão concreta (Lc 4, 16-21).

A partir dali, as pessoas ficavam admiradas com o seu ensinamento (Lc 4,32); não estranha, pois que a sua fama se espalhasse rapidamente, por todos os lugares das redondezas (Lc 4,37). A multidão continua a procurá-l’O para ouvir a palavra de Deus. E hoje, Jesus, serve-se de umas barcas, de uns pescadores, para proclamar a palavra de Deus. Pede-lhes obediência, pede-lhes uma confiança na sua palavra, aparentemente sem sentido: “lançai as redes”… e o milagre aconteceu, muito maior do que puderam imaginar, apenas porque obedeceram: “já que o dizes, lançarei as redes”. A sua obediência preparou-os para o seguimento. A partir dali o seu lago será o oceano imenso e os seus peixes serão os corações dos homens… que deverão ganhar para Deus.

 

 

Evangelho segundo S. Lucas (Lc 5,1-11)

Naquele tempo, estava a multidão aglomerada em volta de Jesus, para ouvir a palavra de Deus. Ele encontrava-Se na margem do lago de Genesaré e viu dois barcos estacionados no lago. Os pescadores tinham deixado os barcos e estavam a lavar as redes. Jesus subiu para um barco, que era de Simão, e pediu-lhe que se afastasse um pouco da terra. Depois sentou-Se e do barco pôs-Se a ensinar a multidão. Quando acabou de falar, disse a Simão: «Faz-te ao largo e lançai as redes para a pesca». Respondeu-Lhe Simão: «Mestre, andámos na faina toda a noite e não apanhámos nada. Mas, já que o dizes, lançarei as redes». Eles assim fizeram e apanharam tão grande quantidade de peixes que as redes começavam a romper-se. Fizeram sinal aos companheiros que estavam no outro barco para os virem ajudar; eles vieram e encheram ambos os barcos de tal modo que quase se afundavam. Ao ver o sucedido, Simão Pedro lançou-se aos pés de Jesus e disse-Lhe: «Senhor, afasta-Te de mim, que sou um homem pecador». Na verdade, o temor tinha-se apoderado dele e de todos os seus companheiros, por causa da pesca realizada. Isto mesmo sucedeu a Tiago e a João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. Jesus disse a Simão: «Não temas. Daqui em diante serás pescador de homens». Tendo conduzido os barcos para terra, eles deixaram tudo e seguiram Jesus.

 

 

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Relacionados

Noticia-Apresentacao-Rezar-com-Maria
Apresentação do livro "Rezar com Maria"
"Rezar com Maria", o 11º livro de Paulo Costa, pela Salesianos Editora, foi apresentado em Santa Maria...
NOTICIA-PEDROSA-FERREIRA
Faleceu Pe. Pedrosa Ferreira
Partiu para o Pai, a 22 de abril de 2024 um dos nomes incontornáveis da catequese, em Portugal. Salesiano...
Dia do Livro 2024 Noticia
Descontos - Dia Mundial do Livro 2024
O Dia Mundial do Livro celebra-se a 23 de abril. Associamo-nos a esta festa, com o lançamento de uma...
Rui Alberto Ecclesia
Pe. Rui Alberto apresenta Novo Itinerário da Catequese no programa da RTP 2 “A Fé dos Homens”
O Diretor Editorial da Salesianos Editora esteve no programa Ecclesia, transmitido na RTP 2, a apresentar...

Últimas

Pesquisa