A Quaresma em objetos

Sugerimos alguns objetos do dia a dia que podem ajudar a aprofundar a liturgia da Palavra do tempo da Quaresma (ano B). 

Quarta-feira de Cinzas (Mt 6, 1-6.16-18) – Preparando o “jejum” da Quaresma

Preparamos alguns objetos que se usam para cozinhar. De cada um deles tiramos um simbolismo que ajuda a viver a Quaresma.

– Uma panela para misturar todos os ingredientes

– O fogo do afeto regulável para evitar que a comida se queime

– Uma faca de cozinha para cortar com o que não nos deixa ser livres

– Um abre-latas para abrir os corações endurecidos

– Uma peneira para separar críticas, murmurações, invejas

– Um avental para estar dispostos a servir sempre os outros

Primeiro Domingo da Quaresma (Mc 1, 12-15) – Quaresma, tempo para ajustarmos

Arranjamos uma chave inglesa grande. Explica-se a sua principal característica: abre e fecha mais ou menos as duas partes que formam a sua cabeça sobre a porca que se quer mover. Em seguida os participantes enumeram atitudes que anotam sobre um papel em duas colunas

– Atitudes da nossa vida que florescem e conviria apresentar. Por exemplo: a generosidade, a capacidade de esforço, oração, respeito, responsabilidade, sinceridade.

– Atitudes fechadas que conviria afastar: insultos, intransigências, egoísmos, caprichos,…

Segundo Domingo da Quaresma (Mc 9, 2-10) – Raios de luz para um mundo obscuro

O símbolo mais importante é um guarda-chuva de cor negra que preparamos da seguinte forma: na parte interior fixam-se, com alfinetes, fitas largas de diversas cores que ficarão no interior do guarda-chuva fechado.

– O presidente da celebração mostra o guarda-chuva fechado. Sublinha a cor negra, símbolo de situações negativas: fome, violência, analfabetismo, egoísmo…

– Em seguida acentua a esperança trazida por Jesus.

– Abre o guarda-chuva, o gesto que expressa a necessidade de abrir a nossa obscuridade. E mostra as fitas coloridas que ficarão penduradas. Aplica a cada fita o nome de uma atitude positiva.

Terceiro Domingo da Quaresma (Jo 2, 13-25) – Limpar e apresentar a casa

Quaresma é tempo para limpar o nosso interior e prepará-lo para a grande festa da Páscoa. Preparam-se vários elementos de limpeza: vassoura, esfregona, lixívia, aspirador… Com eles limparemos simbolicamente a nossa vida para que seja “Casa de Deus”. O presidente da celebração, enquanto explica o significado, mostra cada elemento para que os participantes lhe atribuam sentido. Por exemplo:

– Esfregona: Do que teremos de limpar o soalho da nossa vida?

– Pano limpeza: Que mentiras mancham os nossos vidros e nos tornam opacos?

– Lixívia: Que necessitamos de desinfectar? O que é urgente clarear?

Quarto Domingo da Quaresma (Jo 3, 14-21) – O peixe e a Quaresma

Os primeiros cristãos usavam um símbolo secreto: o peixe. Esta abreviatura indicava que ali havia um cristão. Peixe em grego diz-se ICTIS. Esta palavra é um acróstico da frase: Jesus Cristo Filho de Deus Salvador

– Sobre um painel ou uma cartolina desenha-se um peixe. Mostra-se aos participantes e explica-se a abreviatura secreta dos primeiros cristãos.

– “Quaresma”. Com ela faze-se um acróstico. Quietude, União, Alegria, Reconciliação, Esperança, Solidariedade, Misericórdia, Amor

– “Nascer”. Seguindo o texto do Evangelho, procura-se outro acróstico: Novo, Amizade, Sinceridade, Compaixão, Esforço, Reflexão. 

Quinto Domingo da Quaresma (Jo 12, 30-33) – Como o grão de trigo que se converte em espiga

Desenha-se num papel uma espiga na qual se mostram claramente: raízes, hasta alongada e espiga formada por muitos grãos.

O presidente da celebração explica o processo da germinação e crescimento até chegar à espiga carregada de grãos. Então:

– Quais são as raízes que  nos permitem dar fruto?

– Quem nos ajuda a manter-nos em pé apesar das dificuldades para que a nossa espiga amadureça à luz dar fruto?

– Que boas obras devemos oferecer como cristãos para florescer em espiga generosa? Que significa cada grão?

Proposta retirada do livro “Para celebrar com crianças – ano B

Partilhe

Facebook
WhatsApp

Mais recursos

Todas
Recursos 501
Oração 174
Músicas 0
Técnicas e Dinâmicas 31
6 dicas Tempo Pascal
Seis ideias para dinamizar o Tempo Pascal

Há diversas formas de convidar a comunidade a celebrar a Páscoa.

Dia do Pai
Dia do pai - celebração familiar
Este dia celebra-se no dia 19 de março, porque é o dia de S.José. Sugerimos esta breve celebração antes...
5 dicas para a Quaresma
5 dicas para dinamizar a Quaresma
Neste artigo, damos-te cinco dicas para dinamizares a Quaresma, envolvendo as crianças e famílias da...
Dramatização do Evangelho
Dramatização do Evangelho
A dramatização é uma das linguagens possíveis para anunciar o Evangelho. No teatro, comunicamos com o...
Como lidar com fracasso catequese
Como lidar com o fracasso na catequese?

Às vezes, as coisas correm mal. Como reagir?

Festa da Gratidão
Festa da Gratidão - Encerramento do ano
Quando termina um ano de atividades, é oportuno que a comunidade se reúna para agradecer. A este momento...
Meditação vocacional a partir do sim de Maria
O sim de Maria - meditação vocacional
O texto da Anunciação do Senhor (Lc 1, 26-38) conta-nos o momento em que o Anjo anunciou a Maria que...
5 razões para celebrar o Tempo Pascal
Alegra-te! Cinco razões para celebrar o Tempo Pascal
O Tempo Pascal inicia no Domingo de Páscoa e culmina no Pentecostes. Estes 50 dias têm um profundo significado...